Poucos grupos dos anos 80 resistiram a mais de três décadas enfileirando tantos sucessos como o Biquíni Cavadão. É só dar play em “Tédio”, “Timidez”, “Vento ventania”, “Zé Ninguém”, “Janaína” e inúmeros outros hits que a gente não cansa de ouvir. Faltava à biblioteca do rock brasileiro contar a história da banda nascida de forma despretensiosa no pátio de uma escola carioca e que passou a lotar shows país afora.

Mas diferentemente de outros grupos consagrados já retratados em biografias, a trajetória do Biquíni é contada a partir de suas próprias entranhas, com o olhar único do vocalista e fundador Bruno Gouveia. “É impossível esquecer o que vivi traz uma riqueza de detalhes, não só da banda mas do rock brasileiro, que só quem estava do lado de dentro poderia narrar”, conta ele.

Bruno vai além e mistura os sucessos, os fracassos e os bastidores da indústria desde os anos 80 com sua história pessoal de conquistas e dores profundas. O resultado é um livro irresistível, emocionante, recheado de informações preciosas e obrigatório para quem quer conhecer melhor a música brasileira.

Luiz André Alzer é jornalista e autor do “Almanaque anos 80” e da biografia dos Titãs “A vida até parece uma festa”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here