Por Mallu Correa:

Rainha Elizabeth II, a maior autoridade britânica, tem uma marca registrada desde novinha: o seu amor por cachorros da raça Corgi, desde que ganhou seu primeiro corgi, Elizabeth teve mais de trinta cachorros da mesma raça, tendo eles participados de eventos oficiais da realeza e eram considerados, realmente, uma parte da família. Dessa história inusitada, nasceu Corgi: Top Dog, uma fofa animação sobre nada mais nada menos que um dos cachorros da rainha.

O filme conta a história de Rex, mais novo corgi da rainha Elizabeth que acaba virando o seu preferido, por causa disso, um cachorro invejoso quer se livrar de Rex e acaba colocando ele num canil, um lugar bem diferente pra quem cresceu e conheceu apenas a realidade da fama e mimos concedidos por sua dona. A trama toda acontece com Rex tentando voltar para casa e tomar seu lugar de direito: o de top dog da rainha.

Corgi se mostra uma animação complexa e interessante, isso porque, apesar de ser totalmente infantil e ter as crianças como público alvo, esse filme claramente também é um prato cheio para jovens e adultos. Desde o começo, ele se enche de referências e deboches, desde Donald Trump e seu egocentrismo exagerado, até toda uma sequência homenageando Clube da Luta. Algumas cenas e diálogos podem incomodar, não por serem ruins, mas por serem reais e talvez pesadas demais para uma criança, personagens homicidas, interesseiros, cenas com algum teor sexual e até mesmo a própria personalidade de Rex, que durante o filme inteiro se mostra um cachorro narcisista e egoísta.

Apesar disso, a maioria das situações acabam sendo fofas e com alguma mensagem envolvendo companheirismo, amizade, amor e todo tipo de redenção dos personagens. Além de que, os vira-latas que entram na narrativa são extremamente carismáticos e encantam qualquer telespectador, tanto crianças, quanto adultos, com suas personalidades fortes e engraçadas. Infelizmente, a dublagem acaba fazendo com que Corgi perca um pouco de suas piadas, mas nada que faça o filme perder seu charme.

Uma animação para todas as idades é como podemos definir Corgi: Top Dog, mesmo com alguns problemas, ele acaba explorando um tipo de campo narrativo que poucas animações conseguem alcançar e se tornar atrativo para o público, isto é, mostrando uma mensagem para as crianças, mas de uma forma bem direta e crua. Rex pode te deixar com raiva ou pode fazer com que você caia de amores, mas vale a ida ao cinema para descobrir.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here