Por Mallu Correa

Filme nacional dirigido por Ricardo Mehedff, conta a história de um importante juiz, que pela sua profissão acaba tendo que morar em seu gabinete por conta das ameaças de morte que ele e sua família recebem constantemente. O filme trata principalmente do quanto ficar preso naquele ambiente mexe com o subconsciente do profissional.

Foro Íntimo tem a intenção de denunciar problemas recorrentes no Brasil: a impunidade quando se tem dinheiro e poder, que é representada pelo político ao qual o juiz é encarregado de julgar; a ansiedade, que atinge mais de 18 milhões de brasileiros atualmente, ilustrada principalmente pela montagem acelerada em momentos de conflito do protagonista e suas constantes crises; e também a situação na qual se encontra o poder judiciário atualmente, no qual deixa claro que um juiz, para exercer sua profissão, moralmente falando, acaba sendo privado de uma vida pública e/ou livre e corre um risco de morte a todo momento.

O título do filme já diz muito sobre a sua obra, “Foro”, que vem do latim forum, é o local onde são realizados assuntos relacionados com a justiça e o Direito. Mais além, o “foro íntimo” significa usar da sua moral e da sua consciência para executar um julgamento. Ou seja, quando aplicamos isso na obra, vemos as consequências que se abateram sobre o juiz por manter sua integridade e agir de acordo com seus princípios. Infelizmente, vemos um homem sendo condenado à sua própria prisão e tendo que se desdobrar para proteger sua família.

Apesar de um assunto importante para se debater nos dias atuais, nos quais a justiça está completamente corrompida e o que não falta são notícias de abuso de poder por parte dos governantes, o filme não é para todos os públicos. Seu ritmo é lento, e até um pouco preguiçoso, mostra sequências que poderiam facilmente ser cortadas pela metade e substituídas por outras com maior conteúdo. A montagem que acelera em alguns pontos para mostrar o desespero do protagonista pode incomodar em certos momentos e se tornar repetitiva demais, pois chega um ponto que o telespectador já entendeu o que o diretor quis mostrar, e ele continua forçando uma mesma situação. Apesar da falta de diálogo, o pouco mostrado soube convencer e problematizar de forma concisa as pautas que o filme propõe.

Foro Íntimo foi inspirado em eventos reais, sobre um juiz federal do Mato Grosso do Sul que foi obrigado a viver dentro de um fórum por 6 meses. O filme já rodou diversos festivais e ganhou alguns prêmios internacionalmente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here