Dirigido por Luc Besson, Anna – O perigo tem nome, conta a história de uma jovem modelo em início de carreira que tem um segredo revelado – é uma agente da KGB infiltrada.

Luc Besson tem uma marca: a dos thrillers de ação estrelados por mulheres fatais. Foi assim com Nikita: Programada para Matar e Lucy, por exemplo. O diretor e roteirista repete a fórmula com uma protagonista que lembra bastante Nikita: uma jovem treinada pelo governo para ser uma espiã e também uma máquina de matar. A diferença, aqui, é que Anna não quer redescobrir quem ela realmente é, mas sim fugir de seu passado.

O filme entrega a ação estilizada que é a marca do Besson desde O Quinto Elemento, além de uma trama com suas reviravoltas, ao estilo de Atômica. Em cartaz no YouTube, Apple TV e Google Play.  

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here