O poeta, escritor, fotógrafo, cantor e compositor Eduardo Maciel apresenta uma série em sete temporadas,com cinquenta capítulos cada.  Entre 14 e 23 de novembro, na Casa de Cultura Villa Olivia, no Centro do Rio, a exposição de fotografias SonetIMAGEM reúne imagens autorais publicadas no livro de sonetos homônimo.

A exposição é mais um passo na jornada iniciada pelo artista em dezembro de 2018, quando lançou SonatATO, o primeiro livro de sonetos da série de sete obras programadas para serem lançadas nos próximos anos, pela Editora Autografia. O segundo título, que une poesia e fotografia e batiza a exposição, foi lançado há dois meses.

“A ideia desta coleção é integrar diferentes formas de arte à poesia. O primeiro traz sonetos conversando com seus dezenove tipos catalogados. O segundo, recém-lançado, adiciona fotografias. O terceiro terá desenhos. Outros episódios desta série terão sonetos transformados em músicas, em peça de teatro e assim por diante, no sentido de produzir arte em diferentes e complementares formas de expressão”, explica Eduardo Maciel, que convidou artistas de outras vertentes para participar dos próximos volumes.

O livro SonetIMAGEM conta com cinquenta sonetos e cinquenta fotografias, das quais vinte e oito estarão expostas na Villa Olivia, casa de cultura sediada em um sobrado histórico logo no início da Ladeira João Homem, no Morro da Conceição, em frente à Praça Mauá, no Centro histórico do Rio de Janeiro, inaugurada em agosto último.

Segundo Maciel, ao visitar a exposição o público poderá relacionar as fotografias aos sonetos como no livro, mas, sobretudo, terá a oportunidade de experimentar poetizar as imagens. “Se no livro as fotografias auxiliam os sonetos, na exposição os poemas servirão como legendas para as fotos, todas elas vivas e em suas cores originais”, pontua o artista.

Sobre sua devoção à missão de compor trezentos e cinquenta sonetos a serem publicados nesta grande série, Eduardo Maciel fala com brilho nos olhos: “Os sonetos me encantam muito pela sofisticação, pela precisão métrica, pela sonoridade, pela técnica aplicada. Há neste estilo de poesia regras que fazem dele um tipo muito particular de produção literária. É encantador escrever sonetos e trazê-los de volta em seu máximo potencial”, se derrama o poeta.

Serviço
EXPO SonetIMAGEM
De 14 a 23 de novembro
(Ladeira João Homem, 13 – Morro da Conceição)
Entrada franca
Fotos: Eduardo Maciel

Foto: Eduardo Maciel

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here