A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 14 a 26 de janeiro de 2020 (terça-feira a domingo), a mostra “Uma Pioneira em Hollywood”, que apresentará todos os 13 longas-metragens da cineasta americana Dorothy Arzner que se encontram em condições de exibição, além de um documentário sobre as mulheres pioneiras em Hollywood.

Dorothy Arzner foi a única mulher diretora durante a Era de Ouro dos estúdios de Hollywood, de 1920 ao início dos anos 40, e, até hoje, mantém a impressionante marca de ser a cineasta com o maior número de obras da indústria americana, com 16 longas-metragens. Arzner também foi a primeira montadora a receber créditos em um filme e a primeira mulher a integrar o Director’s Guild of America, principal associação de diretores nos EUA. Uma pioneira em muitos sentidos, praticamente desconhecida por aqui, que o público carioca terá a oportunidade de desvendar. “Vistos hoje e em conjunto, seus filmes oferecem uma oportunidade única de retornar ao cinema da Era de Ouro a partir da visão de uma mulher singular”, comentam a curadora Marcella Jacques e o curador Victor Guimarães.

Dorothy Arzner dirigiu algumas das maiores divas da história do cinema – como Clara Bow, Joan Crawford e Claudette Colbert. Nos seus melodramas densos, comédias corrosivas e musicais elegantes, a perspectiva narrativa invariavelmente pertence às personagens femininas – mesmo em dramas protagonizados por homens – o que produz deslocamentos radicais em relação ao cinema feito no período.

No dia 25 (sábado), às 19h, a mostra oferecerá uma conferência com a pesquisadora feminista e professora da Ohio State University Judith Mayne, maior especialista na obra de Arzner. Ela falará sobre a singularidade histórica da figura da cineasta e os principais traços estéticos de sua filmografia, como a dramaturgia centrada em personagens femininas independentes e a construção de uma perspectiva dissonante do melodrama.

Serão realizadas também sessões comentadas e, no sábado, dia 18, às 19h, a programação traz um debate com as pesquisadoras Kênia Freitas, Tatiana Carvalho Costa e Janaína Oliveira sobre a obra da cineasta, a partir dos pilares “As mulheres de Dorothy Arzner”, “Melodrama e feminismo” e “Feminismo lésbico”.

A conferência e o debate terão entrada franca com distribuição de senhas uma hora antes do início. O público que assistir a mostra ainda ganhará um catálogo inédito, com traduções de textos clássicos sobre a obra de Arzner.

Serviço:
Mostra “Uma Pioneira em Hollywood”
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1 (Av. Almirante Barroso, 25, Centro. Metrô e VLT: Estação Carioca)
Data: de 14 a 26 de janeiro de 2020 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Bilheteria: terça-feira a domingo, das 13h às 20h
Classificação Indicativa: 14 anos
Acesso para pessoas com deficiência

Foto destaque: cortesia de Park Circus/Universal

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here