Vitão, dono de alguns dos hits mais bombados de 2019, espalhados em singles e EPs, lança seu álbum de estreia, “Ouro”, do selo Head Media em parceria com a Universal Music Brasil e a GTS.

O resultado é definido com a mesma palavra que batiza o disco. “É o meu ouro. Estou botando toda energia boa nesse disco. Foi feito com calor, sentimento, alma. Desejo que ele possa reverberar no coração das pessoas de uma forma muito incrível”, aposta o cantor e compositor, que assina as dez músicas do trabalho, feitas com parceiros diversos.

O registro audiovisual da música evitou o ‘lugar comum’ de reproduzir a música ao pé da letra. “Pensamos em uma parada mais cenográfica, que pudesse impressionar. Trabalhamos mais com a beleza da imagem do que com a história em si”, revela ele, que contou com o pequeno Bernardo fazendo o papel de “Vitinho”. “É uma troca entre a gente de experiências e vivências. Como se ele fosse eu criança e vice-versa”, conta.

Logo na sequência, Vitão apresenta o primeiro feat do disco. Ao lado de Hodari (que, igual ao “anfitrião”, não tem sobrenome), ele ensina o Tratamento Perfeito, alternando as vozes em um arranjo que flerta com o samba soul. “Deixa que eu te levo pra tua casa / Já te conquistei, não tem mistério / E o meu coração já é só seu / Tão simples quanto eu”, manda a letra. E, mais adiante, completa: “Deixa que eu te mostro sem certeza / Que a tristeza e a mágoa já passou / Você quem manda aqui / Eu te enlouqueço, meu amor”.

Ao lado de DAY, parceira em várias das composições do álbum, o cantor fala de Maturidade. E deixa claro: “Amor, se não for você, tanta gente vai querer / Amor, mas cê nem deixou eu terminar de te dizer / Que eu quero você pra mim, nega”. Papo reto é com ele mesmo. E a alta voltagem continua em Calma, em que ele avisa: “Baby, de longe posso te sentir / Se tu tivesse aqui / Ia te dar uma chuva de beijo”. Em meio aos versos, Vitão sentencia: “Depois de dias de luta vem dias de glória / Praqueles que têm sede de ficar na história”. Ensinamentos do saudoso Chorão?

Outro feat mais que especial acontece na faixa Saudade. É o veterano Rael quem divide a faixa com Vitão. “Morena, deu saudade / Juro que essa vez é de verdade / Só não liga pra mim tarde / Até que eu tenho maturidade”, entoam, numa deliciosa levada de reggae. Para desacelerar um pouco, o cantor mostra sua visão de Romeu e Julieta, tendo a batida do violão como fio condutor da música. “Prometo que sou todo seu / Todo seu / Do tipo que o Romeu era da Julieta”, deixa claro.

Já 7 Chamadas, em que conta com a participação do colombiano Feid, está na boca dos fãs desde novembro, quando foi lançada. “Já passaram vários dias / Nem sabia se tu vinha / Sete chamadas perdidas / Mil mensagens com meu nome”, enumera Vitão, enquanto o hermano solta sua energia cantando em espanhol. É, o mercado nacional anda pequeno para o talento do brasileiro.

O álbum traz ainda o balanço de Mais Tarde (“Vai ver que assim / Você deixa de lado o fato de eu sumir / Gosto da madrugada / Mas te quero aqui”) e a sensualidade de Complicado, o badalado feat com Anitta (“A vida é curta demais pra ficar pensando / Se eu quero e você quer, por quê perder mais tempo?”). Para encerrar, ele manda um Alô em linha direta com Gaab e Luccas Carlos: “É verdade que eu tô cantando agora em várias cidades / E tô trombando com várias novidades / Elas me querem muito bem / Mesmo sabendo que tu queria também”.

Foto:  Bruno Trindade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here