O cantor, pianista e compositor Adriano Grineberg apresenta “108”, terceiro disco de sua carreira, produzido Fabá Jimenez, trazendo as ligações do blues com a música étnica e ancestral de vários lugares do mundo.

Com sonoridade própria que mescla blues, jazz e rock progressivo com influências que remontam as origens dessa musicalidade seminal, o músico paulistano, conhecido pelo público como Grineberg, mostra sete composições autorais e adaptações cantadas nas línguas sânscrito, iorubá, persa antigo, hindi e qawwali.

 O número “108” está associado aos múltiplos nomes e faces de Deus na Índia e outras localidades. E também é a ideia que o artista busca expressar no álbum, passando por suas múltiplas influências musicais e filosóficas, inaugurando o conceito “World Blues”.

“108 é uma viagem de anos de pesquisa que inicia nas águas do Rio Gangues na Índia e cruza o Oriente Médio, o Norte e o Oeste da África, atravessando o Oceano Atlântico até o Delta do Rio Mississippi em suas expressões e conexões ancestrais, através de sons e sonhos”, fala Grineberg.

Foto: Marília Lia

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here