A série Teatro #EmCasaComSesc traz monólogos interpretativos apresentados diretamente da casa dos artistas, sempre às segundas, quartas, sextas e domingos. Ainda nesta semana é possível conferir a apresentação de Grace Passô em “Frequência 20.20”. A atriz, dramaturga e diretora encena um monólogo performático com trechos de três peças teatrais criadas por ela antes da pandemia.

Na sexta-feira, 29 de maio, Denise Weinberg, vencedora do Prêmio APCA 2017, na categoria Melhor Atriz, traz uma adaptação especial do texto “O Testamento de Maria”. A história apresenta Maria, mãe de Jesus Cristo, em sua busca por desvendar os mistérios ao redor da crucificação de seu filho. O público, que acessar o YouTube do Sesc São Paulo ou a página do Sesc Ao Vivo no Instagram, vai conferir uma mistura híbrida das linguagens teatral com a audiovisual. Parceria: Pentâmetro Produções. Classificação indicativa 14 anos.

E no domingo, 31, é a vez de Ailton Graça em “Solidão”. Graça e o diretor, Marco Antonio Rodrigues, fizeram um recorte significativo do espetáculo, do Grupo Folias, que busca inspiração no realismo e na história política recente para recriar uma América Latina mágica e dolorida.

Na apresentação, Ailton propõe cenas que traçam uma narrativa homogênea, mas que também podem ser compreendidas em suas potências individuais. O enredo conta como a chegada de um cigano imortal, que abre caminho para a vinda de uma onda de forasteiros, vai provocar mudanças irreversíveis na vida dos moradores de um vilarejo perdido no tempo e no espaço. Neste lugar, todos os acontecimentos, até mesmo a morte, obedecem a uma lógica muito particular. A dramaturgia é de Sergio Roveri, a partir da obra de Gabriel García Márquez. Solidão tem classificação indicativa de 16 anos.

Foto destaque: Roberto Monteiro

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here