Segunda temporada volta mais ácida.

Produção original Netflix lançada em 2019, “Disque amiga para matar” conta a história de Jen e Judy, duas mulheres que se conhecem em um grupo de apoio de luto. Jen, que perdeu o marido em um trágico acidente, precisa aprender a lidar com o luto, enquanto isso, Judy, a responsável pelo acidente, busca se aproximar dela para conseguir lidar com a culpa.

Na primeira temporada, vimos o desenvolvimento da amizade das duas protagonistas (atenção para spoilers), através da morte de Steve, ex noivo de Judy, que puxa o gancho para toda a narrativa da segunda temporada.

Com Judy e Jen tendo, respectivamente, matado os conjugues uma da outra, e precisando esconder a verdade da polícia, a relação de amizade e de companheirismo de uma com a outra se torna ainda mais forte.

A série trabalha com o humor e com várias críticas sociais, enquanto desenvolve uma amizade marcada por erros, acertos e principalmente, perdão de ambas as partes.

Ao mesmo tempo que a narrativa principal acontece, personagens secundários ganham cada vez mais espaço e suas próprias histórias. Como a chefe da polícia, que investiga as duas. O filho mais velho de Jen, Charlie, que agora é um adolescente e como todo adolescente, sempre acaba fazendo algo que não deveria. E um irmão gêmeo “bonzinho” de Steve, que é jogado na série apenas com a intenção de manter o ator no elenco, mas no fim acaba conseguindo encontrar seu lugar na história e mover a narrativa.

Com novos romances, piadas ácidas e certeiras, e, principalmente, com novas situações para passar a mensagem principal sobre amizade, Feminismo e sororidade, “Disque amiga para matar” continua sua segunda temporada sem decepcionar e ainda mais emocionante, deixando mais um gancho no final para, com certeza, ser renovada para uma terceira.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here