Mostra traz registros únicos de momentos e experiências da quarentena.

Era Março, quase na metade do mês, quando o Brasil parou diante de uma pandemia, causada pelo novo coronavírus. E, quem imaginaria São Paulo em um silêncio? Ninguém nunca tinha visto a cidade parar e de um dia para o outro, todos estavam em casa. Muitos até mesmo sem perspectivas diante de um novo momento. O contato que era tão comum, deu lugar ao digital.

Alexandre Suplicy apresenta fotos da cidade de São Paulo na quarentena
Foto: Alexandre Suplicy

Estimulado por essa inusitada realidade, o fotógrafo Alexandre Suplicy se lançou cidade adentro com suas lentes. Reconhecido por captar cenas do cotidiano e belas paisagens urbanas cheias de movimentos, Alexandre Suplicy percebeu que este momento único na oitava cidade mais populosa do mundo precisava ser registrada, certamente.

Diante desse cenário com novos olhares e reflexões, o fotógrafo explorou cada detalhe da cidade com câmera e drone, surpreendentemente, registrando todas as regiões e os pontos históricos de uma forma nunca vista: uma metrópole vazia e silenciosa.

Nenhuma de suas fotografias feitas ao redor do mundo, como África do Sul, Índia, Estados Unidos, Finlândia, Alemanha e Suíça, bem como as coleções “Street Photography”, exposta no 4º Festival de Fotografia de Tiradentes ou “Olhar Expresso” com fotos Metrô da Sé e Metrô Vila Prudente se compravam com aquele momento.

“Quando olhei pela janela de casa, vi uma São Paulo assustadora e ao mesmo tempo linda. Pensei que era a minha obrigação registrá-la para as próximas gerações visualizassem a quarentena, por meio da fotografia”, explica.

Pensando nesta ideia, Angelo Derenze, diretor geral do D&D Shopping se uniu ao projeto de Alexandre Suplicy junto com a Fast Frame para realizar a exposição “Tempos de Quarentena”, uma mostra que reúne toda série captada pelo fotógrafo.

São 23 quadros de imagens únicas com medidas de 60x90cm e de 1m x 1,5m, além de um projetor interativo com vídeo de imagens variadas registradas por drone, no solo e também das pessoas com máscaras com o título “Faces da Quarentena”.

“Postei algumas fotos nas redes sociais e logo viralizou – 30 mil compartilhamentos –  Senti que as pessoas queriam muito ver a cidade como estavam além das suas janelas. E com a retomada pude perceber a população voltando às ruas, acredito que foi outro momento crucial que passei a registrar”, conta Alexandre.

Todos os quadros foram desenvolvidos pela Fast Frame com intuito de revelar, através da fotografia, momentos que ficarão para história. “Fazer parte deste projeto é registrar momentos únicos que jamais serão vistos novamente, sob um olhar contemporâneo e artístico”, descreve Rodrigo Pitangui, diretor da marca.

Além disso, o D&D Shopping presta uma homenagem aos profissionais parceiros do segmento de arquitetura e decoração, que se mantiveram ativos e também registraram os novos hábitos e comportamentos desta quarentena. São em torno de 50 fotos que fizeram parte da campanha “Viva Sua Casa”, organizada pelo shopping durante a pandemia.

“Assim como a exposição mostra a cidade de São Paulo de forma inusitada, as nossas casas também sofreram diversas transformações necessárias para viver este momento. É a primeira exposição presencial e com este tema o D&D não podia ficar de fora”, conta Angelo Derenze, diretor geral do D&D.

No total, a exposição é composta por aproximadamente 70 obras. Aliás, a vernissage da mostra acontece no dia 27 de Agosto no piso Boulevard do shopping e fica exposta até o final de setembro, dia 27 de Setembro. Além disso, é possível visitar a exposição no novo horário de funcionamento do D&D Shopping – de segunda a sábado das 12h às 20h e aos domingos das 14h às 19h, e que segue respeitando todas as orientações, tendo como prioridade a saúde e segurança dos lojistas, clientes e parceiros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here