Dilsinho lança projeto audiovisual “Open House”.

Com uma incrível trajetória, marcada por prêmios, indicações, projetos e parcerias especiais, Dilsinho cimenta de vez seu nome no cenário musical com o lançamento do novo DVD, “Open House”, que chega às plataformas de áudio , hoje, 06 de agosto, a partir das 21h, e o projeto audiovisual será completo neste sábado (08), com o lançamento do último vídeo – o da faixa “Misturados”. Aliás, Dilsinho prepara, para a noite de amanhã (07), às 19h, uma exibição única do DVD na íntegra, em seu canal no YouTube.

Depois de concorrer ao “Melhores do Ano”, no Faustão, figurar entre os 10 maiores artistas do ano no “Caldeirão de Ouro” e ganhar o troféu de Cantor do Ano no Prêmio Multishow, Dilsinho abriu as “portas da sua casa” na noite de 19 de dezembro de 2019 para a gravação do novo projeto audiovisual, batizado de “Open House”, com ingressos esgotados.

Cumprindo desde o começo de março deste ano o cronograma de lançamentos do projeto, chegou a hora do artista revelar o audiovisual na íntegra para todo o público. Incluindo o novo single “Misturados”, que, como explica Dilsinho, vem em bom momento: “Esse é o single que escolhemos para a virada, por ser uma música romântica, que tem tudo a ver comigo e com meu trabalho. As pessoas me veem desse jeito, cantando e falando de amor, e a ´Misturados´ é isso”.

A gravação aconteceu no Parador, em Recife, capital de Pernambuco e Dilsinho conta por que escolheu a capital de Pernambuco para registrar seu segundo DVD, depois de um 2019 memorável: “Sou extremamente grato por tudo o que alcancei até agora na minha carreira. Nunca imaginei chegar onde cheguei, com as coisas que já conquistei, como ter um DVD entre os cinco mais ouvidos de 2019 (o ‘Terra do Nunca’), ganhar o Prêmio Multishow de Melhor Cantor, estar no Melhores do Ano do Faustão e no Caldeirão de Ouro, alcançar o topo como cantor mais ouvido do Spotify, com mais de 7.4 milhões de ouvintes mensais, ultrapassar 2 bilhões de visualizações no meu canal do Youtube, entre outras coisas.

Então, o Open House tinha a responsabilidade de dar sequência a tudo isso. E eu realmente fiquei muito feliz com o resultado, ficou incrível, ainda mais grandioso do que eu esperava e Recife tem a cara desse projeto porque a energia de lá é incomparável. Depois do Rio de Janeiro, que foi onde eu nasci, cresci e onde tudo aconteceu pra mim, Recife foi um lugar onde tive meu primeiro fã clube no Nordeste, foi um dos primeiros lugares a tocar minha música na rádio, então eu tenho uma conexão com a cidade, com o Nordeste em geral, e queria muito registrar algum trabalho lá e que bom que o Open House aconteceu em Recife”.

Dilsinho escolheu grandes artistas para estarem com ele em mais esse marco da carreira: Thiaguinho, Henrique e Juliano, Atitude 67 e Marco (compositor da canção “Onze e Pouquinho”). Com as participações especiais, Dilsinho canta “Deixa pra Lá”, com Atitude 67, “Sogra”, com Henrique e Juliano, “Apaixonadin”, com Thiaguinho, e “Visita”, com Marco. Aliás, algumas faixas foram extraídas do álbum “Quarto e Sala”, e os dois projetos, tanto o álbum quanto o DVD, funcionam como uma espécie de linha do tempo da carreira do jovem cantor.

Segundo Dilsinho, “ter a oportunidade de trazer nomes como esses, ídolos no Brasil inteiro, me deixa ainda mais ansioso para o lançamento desse projeto. Eu sou fã do Thiaguinho desde que comecei a cantar pagode e foi emocionante para mim, ter o astral dele dividindo uma música pela primeira vez. A dupla Henrique e Juliano tem uma maneira de falar de amor que eu me identifico muito e achamos uma música que, tanto eu quanto eles, nos identificamos demais. O público vai curtir nos ver juntos. E os caras do Atitude 67, sem palavras, só admiração por eles e pelo trabalho lindo que têm feito. O Marco é um grande parceiro, ele que compôs a ‘Onze e Pouquinho’ e está aqui comigo para somar”.

No cenário, dois palcos foram montados e interligados entre si. O primeiro, “Quarto e Sala”, homônimo ao último álbum lançado pelo cantor, Dilsinho apresenta versões mais intimistas das músicas mais românticas de seu repertório, com instrumental de cordas e metais. Já no palco “Open House”, foram gravadas as performances mais animadas, pulsantes, em clima de festa, realmente. Ambos palcos são interativos e com presença de público, como se estivessem literalmente em casa.

Aliás, a produção musical do projeto é assinada pelo próprio Dilsinho e mais dois grandes nomes: Michel Fujiwara, músico e diretor musical do cantor, além de Bruno Cardoso, vocalista do grupo Sorriso Maroto e responsável também por produzir o primeiro DVD de Dilsinho, “Terra do Nunca”. Vinte e duas faixas compõe o repertório do projeto, entre elas, 4 medleys e 8 inéditas – uma delas, “Moletom”, é composição de Dilsinho.

A identidade visual  traz forte referência dos tons Neon. Dilsinho conta: “trouxe referências muito inovadoras para o meu novo projeto, com o intuito de dar um novo passo na minha carreira, mostrar o quanto cresci e amadureci. Tudo o que rolou no Open House foi muito único, nunca fiz nada parecido. Foi um desafio diferente, dei um salto musical na minha carreira. Esse espetáculo teve uma pulsação diferente”. Este é o primeiro projeto onde o cantor trouxe a referência das cores, diferente de tudo o que costumava usar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here