Músico recebe homenagem por sua contribuição para a cultura e, em especial, pelas trilhas que compôs para o audiovisual brasileiro.

A música também levou Gilberto Gil ao cinema e o trouxe para o Festival de Cinema de Vitória. Um dos maiores artistas do mundo, o cantor e compositor é o homenageado Nacional da 27ª edição do evento, que acontece entre os dias 24 e 29 de novembro, em formato online, em função da pandemia do Covid 19.

Como parte da homenagem será produzido o “Caderno do Homenageado”, uma publicação exclusiva assinada pelo jornalista e escritor Jace Theodoro, além da entrega do Troféu Vitória. Para a diretora do festival, Lucia Caus, é uma honra poder homenagear o artista. “Gilberto Gil é a síntese do melhor do Brasil. Uma explosão de talento, carisma, inteligência e representatividade. É uma honra e um prazer reverenciá-lo e, desta forma, homenagear o nosso país”.

O Festival também exibirá pela primeira vez um trecho do aguardado documentário Disposições Amoráveis, totalmente inédito. O público terá a oportunidade de assistir às primeiras imagens divulgadas do longa-metragem dirigido pela pesquisadora Ana de Oliveira. Rodado em 2019, o filme percorre o pensamento de Gilberto Gil através de encontros, lugares e canções, trazendo para o centro da discussão a linha temática amor e futuro.

Aliás, a diretora Ana de Oliveira registrou um grande encontro de Gil com o ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica, um raro eclipse total do Sol, em pleno deserto do Atacama, no Chile, e uma viagem de Gil à Índia, em Kerala, onde foi ao ashram Amritapuri para receber o darshan (benção) da líder espiritual Amma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here