Peça inédita, “Kabaré online”, será exibida.

A partir de 11 de setembro, o público poderá ver  peças da Cia. do Atores na íntegra no novo canal do grupo no YouTube. O canal receberá espetáculos do repertório da Cia. das Atores.

O grupo escolheu quatro peças: “Melodrama” (1995), “O Rei da Vela” (2000), “Ensaio.Hamlet” (2004) e “Devassa” (2010). Aliás, no dia do lançamento de cada espetáculo, será disponibilizado no canal o bate-papo “Conversa com a Cia.” com os integrantes da companhia e artistas que participaram da criação das obras.

Como parte do lançamento oficial do canal da Cia. do Atores, o projeto inédito “Kabaré online”, dirigido por Cesar Augusto e Marcelo Olinto, fruto de uma residência artística da Sede da Cias., coordenada pelos dois e também por Marcelo Valle também faz parte. Aliás, todo o conteúdo será disponibilizado com acesso livre e gratuito.

A peça é inspirada na obra do alemão Karl Valentin (1882 – 1948), comediante, artista de cabaré, autor e produtor de filmes. “Kabaré online” é uma criação coletiva dos artistas residentes da Sede da Cias. O resultado da residência será lançado no canal da companhia em quatro episódios, sempre às segundas-feiras, a partir de 14 de setembro.

“Nós nos organizamos em torno do Zoom por conta da pandemia. A ideia original era apresentar os trabalhos em dezembro, na Sede, mas a quarentena mudou os planos. Foi tudo gravado, cada um filmou em sua própria casa. Foi uma adaptação da realidade que estamos vivendo. O Kabaré é fruto disso”, conta Marcelo Olinto.

O “Kabaré online” reúne fotografias, vídeos, manipulação de imagens, cenas literais e adaptadas da obra de Karl Valentin, a fim de compor uma dramaturgia criada pelos próprios residentes. Cada episódio traz, certamente, uma investigação documental, uma trama de palavras e imagens, sem perder o aspecto explosivo próprio de um cabaré.

Aliás, durante o processo artístico, eles perceberam que a figura de Liesl Karlstadt, parceira de Karl Valentin, também era tão importante quanto a dele, mas a história foi conduzida pela mão de um homem. Assim, como forma de jogar luz sobre essa importante atriz, o terceiro episódio é todo dedicado a ela, colocando em pauta também questões contemporâneas e urgentes.

“A ideia é entreter sem deixar de colocar o dedo na ferida. Estamos, por exemplo, fazendo comparações entre a Alemanha de 1930 e o Brasil da atualidade. Há uma similaridade assustadora entre a época da ascensão do nacional-socialismo alemão e os dias de hoje, com o crescimento da extrema direita no país e no mundo”, ressalta Olinto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here