Em Caindo em Pé, Ben Schwartz e Billy Crystal se tornam amigos, por conta de suas historias de vida. Os dois descobrem que têm muitas coisas em comum e acabam desenvolvendo um relacionamento inspirador, acentuando a química entre Crystal e Schwartz.

Aliás, o filme de Matt Ratner  traz uma premissa bem usada sem impacto, mesmo com um elenco fantástico. Caindo em Pé segue o comediante de stand up Scott (Ben Schwartz), um fracassado em sua carreira, que com seus 34 nas costas, ele volta a morar com seus pais (Debra Monk e Kevin Dunn).

Além disso, Scott tem um crush por sua ex-namorada Becky (Eloise Mumford), que agora é casada com um cara legal (John Behlmann). Ele também tem dificuldade de colocar sua vida nos eixos e lidar com os arrependimentos do passado.

Mesmo com os personagens principais insistindo em se comportar como adolescentes, essa comédia dramática, coloca Marty na frente do Scott e fazer um contra ponto da vida de cada um deles, assim unindo suas dificuldades.

Caindo em Pé é daqueles filmes que as desventuras dos personagens, são tão reais que  você acaba se identificando. O Crystal entrega um trabalho sólido e introspectivo, enquanto o desempenho do Schwartz também é bom e atinge autos níveis dramáticos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here