Tony RamosÉ quase impossível falar dos 70 anos da televisão brasileira sem Tony Ramos! Em mais uma entrevista da série de programas em homenagem aos 70 anos da televisão brasileira, Pedro Bial conversa com um dos atores mais respeitados do país, que relembra momentos marcantes de seus mais de 56 anos de carreira e os 140 personagens interpretados.

No programa, Tony, que sempre soube que queria ser ator, fala sobre o seu início na televisão, com apenas 15 anos, e como entrou em contato com o mundo do espetáculo. Nesta época, Tony Ramos, que era fã do gênero comédia e voltava para casa imitando o personagem Oscarito, conta que assistia à televisão na casa de vizinhos, até a chegada do aparelho em sua residência.

Junto a Pedro Bial, no entanto, ele fala com carinho de alguns de seus icônicos personagens como Rubinho de ‘Nino, o Italianinho’, Gustavo em ‘Antônio Maria’, Juca de ‘A Próxima Vítima’, os gêmeos João Victor e Quinzinho de ‘Baila Comigo’, o grego Nikos de ‘Belíssima’, e o italiano Totó de ‘Passione’.

Na entrevista, o convidado também assiste a trechos de algumas novelas. Por fim, Tony Ramos comenta sobre o personagem Riobaldo Tatarana em ‘Grande Sertão: Veredas’, como um “marco divisório” de sua carreira, e fala sobre a fama de galã, garantindo estar confortável com a passagem do tempo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here