Foto: Bernie Walbenny

Giulia Be separou para esse compilado, faixas guardadas há tempos, canções especiais de sua vida, que agora fazem a ela todo sentido divulgar. Outras, são inéditas, feitas pensando no deluxe. Foram gravadas em pouquíssimos dias, eram para ter sido vozes de guia apenas, mas ficaram tão legais, que a cantora não precisou voltar ao estúdio.

Falando de amor, Giulia Be emociona e te envolve em um mar de lembranças, saudade e te prende, sem nem perceber. Ao ouvir a voz doce e ao mesmo tempo potente da cantora, mergulhamos em nós mesmos e entendemos mais sobre sentimentos, sensações e o mundo lá fora.

É uma proposta também para conhecer mais sobre a Giulia e sobre quem ela vem se transformando, como pessoa e artista, todos os dias. É para desconstruir ideias e perceber que o “solta deluxe” encerra um ciclo de muito sucesso, mas já avista novos projetos. Porque, no final das contas, Giulia é isso, uma metamorfose constante, sempre pronta e aberta ao novo.

“Cada faixa tem um significado diferente para mim e para meus fãs. Sinto que mostram novos lados de uma Giulia. O “solta” me trouxe maturidade. É curioso que eu tenha escolhido o símbolo da borboleta para me representar quando originalmente lancei o EP, pois só agora sinto que estou saindo do meu casulo. Só agora sinto que a menina está se soltando de verdade”, comenta a cantora.

Aliás, Como lead single, temos “eu me amo mais”, canção marcante do EP, que fala do amor próprio, sempre acima de tudo. O clipe deste single também foi lançado nesta sexta junto com o EP, e já está disponível no YouTube.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here