Telecine conta a história dos 125 anos do cinema em festival on-line. A cinelist Festival 125 Anos de Cinema, que apresenta 32 mostras e 382 filmes com exibição no Telecine Cult, a partir de domingo (06), e na plataforma de streaming.

Em 1895, acontecia a primeira exibição pública de um filme nos fundos de um tradicional café parisiense. As imagens em movimento, apresentadas em pouco menos de 60 segundos, foram gravadas pelos irmãos Louis e Auguste Lumière e receberam o nome de A Chegada de Um Trem na Estação (L’Arrivée d’un train en gare de La Ciotat, no título original). O episódio marcou o início do cinema, cuja trajetória completa 125 anos no dia 28 de dezembro.

O Festival 125 Anos de Cinema contempla desde o Primeiro Cinema até o Cinema Mundial Contemporâneo, passando por fases como Impressionismo Francês, Expressionismo Alemão, Era de Ouro de Hollywood, Neorrealismo Italiano e Cinema Novo Brasileiro. Aliás, Charles Chaplin, Ingmar Bergman, Alfred Hitchcock, Federico Fellini, Stanley Kubrick e Pedro Almodóvar são alguns dos cineastas que ganham um especial dedicado a eles

Além disso, as mostras seguem até junho de 2021, sempre aos domingos no Telecine Cult e, a qualquer momento, no streaming da marca.

1 Comentário

  1. Ontem, dia 18/1/2019, ao assistir o filme de Buster Keaton A GENERAL (THE GENERAL) fui prevenido com a seguinte advertência:
    “Atenção
    Este filme tem representações negativas que não representam o pensamento do Telecine. Somos contra qualquer tipo de preconceito.
    O conteúdo a seguir reproduz um pensamento da época, assim como seus esteriótipos, que não cabiam no passado e não cabem nos dias de hoje. Esses filmes fazem parte da história do cinema e podemos usá-los para aprender, discutir e ajudar a construir um futuro melhor, com mais igualdade e diversidade.
    Prepare-se. O filme vai começar.”
    Sou frequentador esporádico do Telecine Cult e fiquei sem entender o que significa essa advertência. Buster Keaton foi um dos gênios da comédia do cinema mudo e crítico da sociedade americana na época em que viveu. A pretensão dos responsáveis pela programação do Telecine Cult ao dizer que o filme “não condiz com o seu pensamento” é pretensiosa e absurda. E os filmes de violência que são exibidos constantemente, parece que condizem com o pensamento da cúpula majestosa do Telecine Cult. Já vivemos uma época difícil, tanto politicamente como culturalmente e não necessitamos das advertências moralistas forjadas na programação desse canal.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here