O grupo de teatro e performance Coletiva Profanas reúne em janeiro artistas e ativistas trans em lives de conversas no Instagram. Aliás, Caê Vasconcelos, homem trans, repórter da Ponte Jornalismo e autor do livro “Transresistência”, foi o convidado da primeira entrevista.

A entrevista com Diana Brasilis, mulher trans, feminista, antropóloga, modelo, DJ e musa  foi adiada para fevereiro porque familiares de Diana faleceram vítimas da Covid na semana da entrevista.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here