Na madrugada de terça (02/03) para quarta (03/03), às 0h20, vai ao ar, no “Cinejornal” do Canal Brasil, a entrevista da repórter Maria Clara Senra com a artista baiana Emanuelle Araújo. Estrela de Longe do Paraíso, filme de Orlando Senna que ganhou o prêmio do júri popular no Festival de Brasília 2020, ela falou sobre esse projeto e sobre alguns filmes inéditos em que poderá ser vista em breve.

“Eu sou uma grande fã do Orlando, esse grande cineasta, esse ícone do nosso cinema, um mestre. Quando eu o encontrei, em 2018, ele me convidou para esse trabalho. É claro que eu já conhecia a arte do Orlando, mas eu não o conhecia. Nós passamos tardes juntos conversando sobre a Bel, minha personagem nesse filme, sobre o projeto como um todo, e eu fiquei completamente apaixonada. É um assunto muito importante, é sobre a situação dos pequenos agricultores diante dessa indústria imensa e difícil do agronegócio no Brasil”, conta Emanuelle Araújo.

A atriz falou também sobre sua participação em Meu Sangue Ferve por Você, de Paulo Machline, filme sobre a história de Sidney Magal e sua esposa, Magali, em que ela vive Graça, a sogra do cantor; sobre a comédia Juntos e Enrolados, de Eduardo Vaisman, Rodrigo Van Der Put, protagonizada por Cacau Protásio e Rafael Portugal; e sobre Diário de Intercâmbio, de Bruno Garotti, com Larissa Manoela eThati Lopes.

E num registro completamente diferente, Emanuelle conta sobre O Barulho da Noite, de Eva Pereira, filme que aborda a temática da exploração sexual infantil: “Foi uma troca imensa. A Eva é uma artista do nosso Brasil profundo, não é à toa que ela traz uma história do nosso Brasil profundo, a história dos abusos sexuais infantis na beira dos rios do norte do nosso país, escondido pelas casas, pelas famílias”, conta.

“É um outro trabalho que me emociona falar. Nós ficamos 40 dias no Tocantins, nos arredores de Palmas, numa fazenda. A minha personagem também tem um aspecto bem diferente das coisas que geralmente me vêm fazendo: é uma personagem dura, amarga. E foi muito importante pra mim. Eu tenho um tesão absurdo em fazer cinema. Sou muito feliz que a minha carreira tenha caminhado bastante pro cinema nacional nos últimos anos”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here