Moxie: Quando as Garotas vão à Luta, nova produção da Netflix, traz a discussão do feminismo para as novas gerações, em uma linguagem simples, mas nem por isso menos poderosa. Baseado no livro de Jennifer Mathieu, o filme parte uma premissa simples, que se sobressai nos detalhes.

A produção, aliás, leva o público a pensar fora de sua bolha. Será que os rapazes ainda são beneficiados na escola por conta do esporte? Será que há professores que ainda se abstêm de ajudar alunas quando necessário? É a partir dessa premissa que o longa se desenvolve e agrada o espectador.

Moxie: Quando as Garotas vão à Luta parte do exemplo da cidadezinha fictícia de Rockport que muitos lugares, a igualdade de gênero está ainda mais longe de ser uma realidade. Por ser um filme adolescente, a produção, obviamente aborda os dilemas adolescentes e as descobertas da vida.

O filme, certamente, acerta ao mostrar como a aplicação de conceitos na vida real pode precisar de adaptações. O longa cumpre seu papel de ser um bom ponto de partida e gerar dúvidas construtivas em um público jovem, que tem tudo para crescer com essas questões muito melhor resolvidas do que as gerações anteriores.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here