A Casa Chama promove de 31 de maio a 3 de junho o 2º Chama Festival: TRANSversalidades que reunirá mais de 19 artistas. Com protagonismo de mulheridades trans e travestis, o 2º Chama Festival: TRANSversalidades tem o intuito de ocupar o lugar de fala dentro de suas vivências no cenário atual, criando possibilidades para fortalecer a existência dessas corpAs na sociedade.

Nos dias 31 de maio, 01 e 02 de junho a programação será um esquenta para o grande dia 03 de junho, feriado de Corpus Christi, que terá no line-up nomes de artistas como Jup do Bairro, Monna Brutal, Marina Mathey, Brisa Flow entre outras. A abertura será conduzida por Digg Franco e Matuzza Sankofa, fundadores e diretores da Casa Chama. O festival também conta com a participação de pessoas TRANSmasculines e CIS aliades em uma construção coletiva, respeitando cada espaço e contribuindo na realização deste projeto.

Ainda no esquenta, a partir das 19h, o 2º Chama Festival: TRANSversalidades contará com as apresentadoras Guilhermina Urze, Thata Lopes e Leona Jhovs, bate papos com a publicitária e diretora de arte Neon Cunha e com a psicanalista Waldorf, com Ana Giselle do coletivo Marcha e Mafalda, gestora cultural da Batekoo em temas como “CorpAs Trans na pandemia”, “Como fazer um Festival online” e “Processos Musicais”. A programação conta também com oficinas imperdíveis de “Processo Criativo” e “Iniciação a discotecagem” ministrada pelo DJ Joseph Rodriguez, workshop “Vogue Performance” pela dançarina Zaila e performances artísticas com Pillas e XyrleY, TraveShow da atriz Yasmin Bispo e Casa de Candaces, pocket shows com as cantoras Verônica Valetinno, VENI e Albert Magno.

Na data oficial, 03 de junho, a partir das 15h, o 2º Chama Festival: TRANSversalidades recebe a atriz e modelo Aretha Sadick em uma apresentação única, seguida de shows das cantoras Marina Mathey com a participação de VENI e Albert Magno, Fefa, Alice Guel, Naat Matt, Naísa Zaiiah, Mogly Saura, Brisa Flow com participação de MC Dellacroix, Maia, Mel, Jup do Bairro e Monna Brutal.

“O Chama Festival TransVersalidades é um grande momento de comemoração da Casa Chama. É o momento de deixar de lado os problemas da nossa população e celebrar a nossa potência e a nossa arte. Com este festival, a Casa Chama se firma como uma grande produtora de conteúdo e de cultura feitos por pessoas trans”, diz Digg Franco, Fundador e Presidente da Casa Chama.

“ O Chama Festival TransVersalidades é um espaço que traz as corpas trans para o palco. A Casa Chama cria este festival no intuito de apresentar artistas que produzem de forma autônoma e independente. É um momento de festa, de leveza, de mostrar para a sociedade em forma de arte as nossas pautas, demandas e anseios, além da nossa força” diz Matuzza Sankofa, Fundadora da Casa Chama.

O evento acontece diretamente no Youtube. Aliás, a Casa Chama retransmitiu a primeira edição do Chama Festival: TRANSversalidades em março deste ano com conteúdo integral através do “Canal Casa Chama”, no Youtube.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here