O Instituto Inhotim apresenta, a partir de 29 de maio, o “Inhotim em Cena”. Com o patrocínio master do Instituto Cultural Vale, a programação cultural de 2021 conta com a participação de Arnaldo Antunes, Otto e Pedro Luís, os convidados deste ano, compondo uma agenda de atrações que foi adaptada para o digital, em um formato audiovisual singular que vai muito além da gravação de shows. A missão é fomentar a produção de artistas durante o período da pandemia e proporcionar ao público uma forma diferente de apreciar a música, as artes plásticas, a natureza e a arquitetura juntas, de uma forma única.

“Estamos explorando as possibilidades que o ambiente virtual nos apresenta e garantindo acessibilidade a um número de pessoas que, a priori, não seria possível alcançar pessoalmente. A iniciativa de não gerar aglomerações em shows presenciais faz parte de uma abertura gradual e responsável da instituição para proteger a saúde e a segurança de todos”, explica Antonio Grassi, diretor-presidente do Instituto.

O Inhotim, como instituição que pensa a arte em todas as suas manifestações, foi provocado a repensar e expandir suas formas de levar conteúdos de qualidade ao público em isolamento social. Por isso, o conceito do “Inhotim em Cena 2021” buscou compartilhar perspectivas descentralizadas sobre seus territórios, apresentando três performances musicais em três locações diferentes do Instituto, usando seus principais pilares curatoriais – arte, arquitetura e natureza – como linhas mestres. Os artistas foram convidados a trazer seus repertórios dialogando com espaços do museu, gerando produtos audiovisuais transdisciplinares que passam pela música, literatura e arte. Assim, o Inhotim, mais do que cenário, é propulsor de novas experiências para artistas e público.

Arnaldo Antunes, Tunga, Inhotim
A primeira atração que estreia dia 29/5 no YouTube do Inhotim é o poeta, cantor e compositor Arnaldo Antunes. Autor de “Teresa”, uma das canções que ecoa na galeria Psicoativa Tunga, Arnaldo se emociona ao falar sobre a experiência de expressar sua relação com o artista nessa produção audiovisual formulada com conceito e pensamento estético exclusivos para tal.

“Esse projeto foi um presente para mim nesta quarentena. Tenho a sensação de que entrei num templo sagrado e profano ao mesmo tempo, como era próprio do Tunga: inventar uma simbologia que toca muito a gente. Estar aqui também me traz muitas lembranças do artista, que tinha uma personalidade muito agradável”, conta Antunes.

Line-up e os pilares do Inhotim
Arte: Arnaldo Antunes – 29/5
Gravado na galeria Psicoativa Tunga.
Botânica: Otto – 17/7
Gravado na Estufa Equatorial.
Arquitetura: Pedro Luís e Orquestra de Câmara Inhotim – 14/8
Gravado na galeria Cosmococa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here