O lançamento literário “Marie Curie no país da ciência” apresenta a história de determinação e protagonismo de uma das maiores cientistas de todos os tempos. Aliás, a Netflix também lança um filme sobre sua biografia, que aborda temas como o protagonismo feminino e preconceito de gênero.

Maria Sklodowska, mais tarde conhecida como Marie Curie, cresce com a convicção de que o conhecimento é o bem mais precioso que alguém pode ter. E é isso que a impulsiona a lutar por seus objetivos durante toda a vida, mesmo em uma época em que o ambiente acadêmico e científico era majoritariamente masculino. “Marie Curie no país da ciência”, de Irène Cohen-Janca e Claudia Palmarucci, é o lançamento da SM Educação voltado ao público juvenil sobre uma das maiores cientistas de todos os tempos e sua história de coragem, solidariedade e amor à ciência.

Ao longo da biografia ilustrada, a vida familiar e profissional da protagonista é narrada com sensibilidade, apuro estético e precisão histórica. Além disso, a obra aborda temas relevantes e atuais, como o protagonismo feminino, o preconceito de gênero, a determinação e resiliência na busca de objetivos e a solidariedade e a responsabilidade perante o outro.

As ilustrações de Claudia Palmarucci, que se debruçou em um rico trabalho de pesquisa histórico-cultural, ampliam os sentidos do texto verbal e enriquecem a contextualização de época, criando diversas camadas de leitura.

“Marie Curie no país da ciência” é uma das obras vencedoras do prêmio Bologna Ragazzi em 2020, um dos mais importantes prêmios do mercado infanto-juvenil mundial, e será publicada em diversos países.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here