Foto: Renato Miguel

“Universo Íntimo” é uma história de amor e obsessão, mas também é sobre a fragilidade e o medo masculino em relação aos seus próprios desejos. Aliás, como obra é uma peça de teatro com grandes referências no cinema naturalista do início dos anos 2000 e a literatura do Reino Unido do final dos anos 90. Levando esses elementos de total entrega entre os atores e desprezo fingido pelos espectadores para que se sintam confortáveis em assistir situações extremamente próximas de suas realidades sem constrangimento. O intuito é a sensação de escutar uma briga do vizinho ao lado ou ver um sarro de um casal pelo buraco de alguma fechadura.

Surpreendentemente, os atores fazem o papel dos exibicionistas e o público, querendo ou não, de voyeurs. Liberdade, estagnação, arte, inseguranças, competição e confiança. Esses são elementos essenciais para uma boa tragédia onde um Adeus e Lágrimas serão inevitáveis. Mas não aqui. Nesse círculo fechado de encontros obscuros e desejos ocultos, esses elementos excitam e ateiam ainda mais fogo quando na verdade tudo o que nossos 4 personagens precisam é de serenidade.

“Universo Íntimo” é um espetáculo que explora a diversidade sexual como espectro dentro da psique do ser humano. Até que ponto uma atração pode ser categorizada como passageira, o que é paixão, quais são os limites do ciúme, etc.

Serviço:
Teatro Candido Mendes (Rua Joana Angélica, 63 – Ipanema)
Temporada: 21 a 30 de maio de 2021.
Sexta a domingo – 20h
Classificação Etária: 16 anos
Vendas: Sympla

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here