Para comemorar os 100 anos da Semana de Arte Moderna de 1922, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lança o projeto “Modernismo Hoje”, uma programação exclusiva com duração de aproximadamente 18 meses.

A largada para o início das mais de cem ações previstas acontece neste sábado com a exibição do primeiro espetáculo da série “Outras Vanguardas”. Com resolução 4k e produzida pela Organização Social Amigos da Arte, a série apresenta performances e depoimentos de personagens de diferentes gerações comprometidos com a renovação da linguagem, novos artistas, movimentos disruptivos que guardam relação direta com os propósitos da Semana, seus desdobramentos e a expressão contemporânea do pensamento modernista.

Aliás, pela primeira vez, são apresentadas em uma única série, espetáculos e depoimentos de artistas que embarcam em seus trabalhos o conceito de vanguarda artística, como por exemplo, a trupe do Lira Paulistana.

“Outras Vanguardas”, gravada no Teatro Sérgio Cardoso, terá transmissão gratuita às sextas-feiras, sempre às 20h, pela plataforma #CulturaEmCasa. Toda programação faz parte também do lançamento do aplicativo #CulturaEmCasa, disponível desde 17 de julho nas lojas Apple Store e Google Play para Iphone e Android.

Composta por 10 episódios, esta primeira temporada traz como protagonistas músicos, produtores, poetas e artistas gráficos do movimento da vanguarda paulista. Estão na programação Arrigo Barnabé, Isca de Polícia (grupo de Itamar Assumpção), Premê, Cida Moreira, Língua de Trapo, Tetê Espíndola, Pascoal, Passoca, Tulipa Ruiz e a banda Metá Metá. Também será exibido um documentário reunindo todos os convidados desta primeira edição.

Still

A primeira temporada da série estreia com show de Arrigo Barnabé, compositor, ator, pianista, ícone da vanguarda paulista, desde os anos 70 combina elementos da música erudita e popular, misturando o dodecafonismo e a atonalidade a letras de narrativa urbana, declamadas com a corrosiva prosódia das grandes cidades. Neste espetáculo, Arrigo faz a leitura musical do livro “Primeiro caderno do aluno de poesia Oswald de Andrade”. A abertura do show é feita pelo escritor e performer Ian Uviedo.

“Nosso objetivo é debater a cultura contemporânea e o novo modernismo do século 21, destacando o papel dos nossos artistas e integrando-os aos espaços do Governo Estadual”, diz Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

“A produção e a exibição de “Outras Vanguardas” tem a grata missão de apresentar o impacto da Semana de Arte Moderna em diferentes momentos da história cultural do país e em seus protagonistas. Cada integrante da série foi convidado a fazer uma reflexão sobre a Semana de 22 e o legado de modernistas como Oswald de Andrade, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Anita Malfatti. E que até hoje influenciam as diversas linguagens artísticas.”, explica Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte .

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here