- Publicidade -

“O pequeno príncipe” ganha edição bilíngue com novas ilustrações

Publicado em:

Livro chega pela Editora do Brasil.

Uma história para adultos ou para crianças? Seja qual for a idade do leitor, os elementos que tornam eterno “O pequeno príncipe” trazem aprendizados, assimilação, diferentes culturas, belezas, tristezas, sabedoria e decepções nas relações humanas, percalços e sensibilidade estão presentes neste novo lançamento da Coleção Biclássicos, que encanta gerações de leitores desde sua primeira publicação, em abril de 1943, com frases inesquecíveis e marcantes como “O essencial é invisível aos olhos”.

A história de “O pequeno príncipe” acompanha o personagem-título, quando ele resolve deixar seu planeta natal e sua amiga, a Rosa, para visitar outros mundos e conhecer pessoas diferentes. Aliás, em seu caminho, ele passa por asteroides habitados por uma série de figuras falhas, antes de chegar à Terra. Ao chegar à Terra, ele conhece o narrador da história, o Aviador.

Telma Guimarães, autora desta adaptação bilíngue, comenta sobre o fascínio que o livro exerce, “A história do pequeno príncipe sempre me intrigou e encantou, ao mesmo tempo. Como um menino poderia viver sozinho num planeta tão pequeno e encontrar pessoas tão diferentes? Como, num livro aparentemente infantil, esse menino consegue ser tão consistente, inteligente e profundo em suas observações, muito mais do que nós, adultos?”.

A ilustradora desta nova versão de “O pequeno príncipe”, Eva Uviedo, acrescenta, “Fiquei muito feliz de trabalhar neste projeto. “O pequeno príncipe” foi um dos primeiros livros que li, e ele marcou muito minha infância. Foi incrível poder recriá-los nesta versão. Procurei dar um toque pessoal e atualizado às ilustrações, mas mantendo algo do desenho original”.

A edição bilíngue traz em seu final um glossário com os termos e palavras mais importantes da versão em inglês e um texto com uma breve biografia de Saint-Exupéry e a influência do livro na cultura mundial, com suas adaptações para outros meios, como teatro, balé, exposições e os filmes homônimos dirigidos por Stanley Donen (1975) e Mark Osborne (2015).

Rota Cult
Rota Cult
Redação do site E-mail: contato@rotacult.com.br

Mais Notícias

Nossas Redes

2,459FansGostar
216SeguidoresSeguir
125InscritosInscrever
3.870 Seguidores
Seguir
- Publicidade -