O Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência – o mais importante e longevo evento de cinema sobre o tema – realiza sua décima edição nos Centros Culturais do Banco do Brasil do Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo.

O CCBB Rio é o primeiro a receber o evento, entre os dias 22 de setembro e 11 de outubro, em formato híbrido: com sessões presenciais e virtuais. Integram a programação 29 produções de 14 países, divididos entre curtas, médias e longas-metragens, e serão realizados quatro debates online. A realização é do Centro Cultural do Banco do Brasil, com patrocínio do Banco do Brasil através da Lei de Incentivo à Cultura, e produção da Cinema Falado Produções.

Esta edição traz obras do Brasil (7), dos Estados Unidos (5), da Rússia (5), da Espanha (2) e um filme de cada um dos seguintes países: Argentina, Austrália, Canadá, Cazaquistão, Costa Rica, Holanda, Irã, Israel, Itália e Reino Unido. As produções contam histórias com personagens ricos e diversos. Pessoas que buscam a realização de seus sonhos; que exigem serem ouvidas pela comunidade; que se expressam através da arte ou compartilham trajetórias de luta por seus direitos. Temas como educação inclusiva, sexualidade e esporte também são abordados.

“É com muita alegria que chegamos a 10ª edição desse festival tão importante que acompanha as conquistas, lutas, perdas e ganhos das pessoas com deficiência nas últimas duas décadas. O Assim Vivemos é um evento transformador, que sempre ofereceu o espaço de fala para que as próprias pessoas com deficiência contem suas histórias, através dos filmes e debates. Estamos preparando uma edição linda e dessa vez com os debates e parte dos filmes também disponibilizados de forma online, ampliando assim o acesso de todos”- comenta Graciela Pozzobon, diretora do festival.

A público poderá participar do Assim Vivemos de duas formas: na sala de cinema do CCBB Rio ou acessando virtualmente parte da programação. Reaberto desde setembro do ano passado e seguindo as normas sanitárias Os ingressos devem ser retirados na bilheteria no mesmo dia de exibição ou no site da Eventim.

De 22 de setembro a 4 de outubro o CCBB recebe as sessões presenciais. Já as sessões on-line serão disponibilizadas aos poucos. A cada semana estarão no site do festival filmes relacionados aos debates semanais e na última semana, uma sessão extra.

Os 29 filmes do Assim Vivemos estão divididos em 12 programas com duração entre 57 e 94 minutos. Por dia, serão oferecidas três sessões presenciais com toda a programação e no site do festival serão disponibilizadas nove produções, sendo sete relacionadas aos temas debatidos: A força da Arte, Educação para todos, Parceria colaborativa e Em busca de uma voz. Participam das discussões pessoas com deficiência e especialistas. O link para participar será disponibilizado no site do festival no dia do encontro.

Aliás, os filmes contarão com recursos de acessibilidade como a áudio-descrição e as legendas LSE (para surdos e ensurdecidos), além interpretação em LIBRAS. Os debates ao vivo terão interpretação em LIBRAS e serão disponibilizados gratuitamente através do site, assim como o catálogo digital do festival com informações, sinopses dos filmes e programação completa.

Serão oferecidos cinco prêmios do júri e um do público, destinado ao filme escolhido nas três cidades. Os membros do júri são pessoas com deficiência, artistas e profissionais e, em cada edição, o júri cria novas categorias de prêmios, a fim de destacar as qualidades específicas dos filmes premiados. O troféu foi criado pela artista cega Virginia Vendramini. A direção geral do Assim Vivemos – Festival Internacional de Filmes sobre Deficiência é de Graciela Pozzobon.

Confira a programação completa: www.assimvivemos.com.br!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here