Poucos poetas evocam tantos anseios ao falar das mazelas que acometem a humanidade como Castro Alves. Suas críticas sobre escravidão, violência e preconceito não só foram essenciais na época de sua escrita, como também continuam relevantes.

“O navio negreiro e outros cantos de Castro Alves”, lançamento da Coleção HQ Brasil, reúne diversos cantos deste poeta romântico, focados em diferentes temas, transpondo a palavra para o imagético de modo poderoso. Traz “O navio negreiro”, “O fantasma e a canção”, “A cruz da estrada”, “Tragédia ao luar” e “Vozes d’África”, adaptados para a narrativa em quadrinhos pelo desenhista e roteirista Laudo Ferreira, que incluiu nesta edição, além dos poemas ilustrados, outros trechos da vasta e importante obra de Castro Alves.

O autor fala sobre essa importância: “Adaptar a obra de Castro Alves, em especial, é algo maior do que transpor a linguagem; é traduzir em quadrinhos um canto de dor que tanto nos diz de uma tragédia que se abateu sobre os negros e infelizmente se abate ainda hoje. O grito do poeta ainda é muito forte e presente, escancarando a todos a miséria humana, capaz de transformar seus pares em peças simplesmente pela diferença na cor da pele. A mim, é um orgulho dar vida e imagem a essa obra, para que possamos sempre lembrar de que cometemos esse crime contra nós mesmos e encontrar forças para transformá-lo apenas em recordações, para que o racismo passe a existir apenas na memória, e não mais entre nós”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here