Museu apresenta a riqueza da arte popular.

Museu do Pontal
Foto: Divulgação

O Museu do Pontal, referência internacional em arte popular brasileira, com mais de nove mil obras de 300 artistas e de relevância reconhecida pela Unesco, irá inaugurar, enfim, sua nova sede, na Barra da Tijuca, no próximo dia 9 de outubro de 2021.

Os diretores Lucas Van de Beuque e Angela Mascelani falaram em coletiva de imprensa sobre a (re) construção do projeto, além disso, o prefeito Eduardo Paes esteve no local e falou da importância de se apoiar a cultura brasileira.

Foto: Divulgação

Situado no Rio de Janeiro, o Museu Casa do Pontal tem em seu acervo mais de quarenta anos de pesquisas e viagens por todo país do designer francês Jacques Van de Beuque, produzidas a partir do século XX. O equipamento de arte e cultura era localizado no Recreio dos Bandeirantes, porém por conta das inundações (foram oito), ele foi realocado para um novo terreno cedido pela prefeitura, com total segurança.

Localizado em um terreno de 14 mil metros quadrados, onde 10 mil metros quadrados são de área verde, com dezenas de milhares de mudas de 73 espécies nativas brasileiras plantadas, o museu fica em um edifício de 2.600 metros quadrados de área construída, projetado dentro do conceito de sustentabilidade.

Agora, livre de inundações, dando segurança ao singular acervo, o terreno tem vista aberta para parte do conjunto de montanhas conhecido como Gigante Adormecido, que vai da Pedra da Gávea ao Pão de Açúcar.

O conjunto das exposições inaugurais se chama “Novos ares: Pontal reinventado”, marcando este importante momento na história do Museu. São seis exposições, uma de longa duração, e cinco temporárias, que reúnem 700 conjuntos de obras, com um total de cerca de duas mil peças. O Museu do Pontal terá um café/restaurante, uma loja, e uma extensa programação para todos os públicos.

Em meio às exposições, o público, certamente, verá a riqueza da arte popular através de vídeos e textos poéticos, além de depoimentos de personalidades como Gilberto Gil, Dona Isabel, Ailton Krenak e José Saramago. Aliás, o percurso expositivo de mil metros quadrados terá cores e aberturas em suas paredes, que permitem vislumbrar uma perspectiva do amplo espaço, de modo a revestir de magia e encantamento o mergulho do público no universo da arte popular.

Além disso, o Museu do Pontal ganhará uma horta/jardim sensorial onde serão cultivados diversos tipos de ervas e que servirá de espaço para a realização de experiências e atividades educativas, como a oficina de arte e ecologia para crianças programada para o próximo domingo, dia 24 de outubro, às 10h.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here