Brenda Lee
Foto: Ale Catan

A mais nova produção do Núcleo Experimental conta a história da travesti Caetana, também conhecida como Brenda Lee, que se tornou um marco na luta por direitos LGBTQIA+.

“Brenda Lee e o Palácio das Princesas” conta com seis atrizes transvestigêneres (Verónica Valenttino, Olivia Lopes, Marina Mathey, Tyller Antunes, Ambrosia e June Weimar) e um ator cisgênero (Fabio Redkowicz). O musical fala sobre a luta das travestis nas ruas de São Paulo, a escassez de oportunidades que as impele à prostituição e sobre como foram apoiadas por Brenda, que acolheu em sua casa, as doentes de Aids numa época em que quase nada ainda se sabia sobre a doença.

O espetáculo conta com preparação de atores de Inês Aranha e coreografia de Gabriel Malo. A temporada é on-line e gratuita, de 14 de outubro a 12 de novembro, às 21h transmitida diariamente pelo canal do Núcleo Experimental no Youtube.

“Brenda Lee e o Palácio das Princesas” tem dramaturgia, letras e direção de Fernanda Maria, direção e figurinos de Zé Henrique de Paula e música original de Rafa Miranda.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here