A partir 17 de dezembro (sexta-feira), a plataforma de streaming Itaú Cultural Play amplia o seu catálogo com duas mostras dos cineastas Hector Babenco e Paula Gaitán.

O diretor Hector Babenco passa a ter as suas mais aclamadas produções disponíveis no catálogo. Já o olhar intimista da diretora Pauta Gaitán pode ser visto em três documentários dirigidos por ela, com produções que mostram uma variedade de formatos, temas e estilos.

Com acesso gratuito, a plataforma de streaming de cinema brasileiro é acessível para dispositivos móveis IOS e Android, e pode ser acessada pelo site itauculturalplay.com.br.

Argentino naturalizado brasileiro, Hector Babenco é autor de filmografia reconhecida como consistente, em um percurso trilhado entre a dureza do real e o lirismo da poesia, optando por um caminho duplo que alia o contato com o grande público e a crítica social. As obras do diretor projetaram a produção brasileira para o exterior por meio de prêmios e reconhecimento crítico, incluindo indicações ao Oscar.

Foi assim em O beijo da mulher aranha, filme indicado em 1986 à categoria de melhor direção nesta premiação internacional. O elenco é um dos grandes destaques deste drama que rendeu ao americano William Hurt o Oscar de melhor ator. Na época, a crítica destacou que a doçura de seu personagem contrasta com a brutalidade do sistema penal e as torturas exercidas pela ditadura.

Gravado em São Paulo, mas falado em inglês e legendado em português, o filme mostra a história de um homem homossexual, detido sob acusação de corromper menores. Da cadeia, ele passa o tempo a narrar cenas de filmes a seu companheiro de cela, um jornalista e preso político. Ficção e realidade se mesclam e a convivência forçada entre os dois se transforma em uma amizade arriscada e cheia de surpresas.

Outro clássico do cinema brasileiro, assinado por Babenco e presente nesta mostra, o longa-metragem Pixote: a lei do mais fraco , baseado no romance do escritor maranhense José Louzeiro, aliás, o longa é capaz de chocar pela dureza das cenas e pela poesia presente na história.

A mostra dedicada a Babenco também conta com o prestigiado Carandiru, palco de um dos mais terríveis massacres humanitários da história do Brasil. Baseado no livro Estação Carandiru, de Drauzio Varella, o filme mostra o dia a dia e as experiências de um médico sanitarista no maior presídio da América Latina.

Viúva do diretor Glauber Rocha, Paula Gaitán encontrou no cinema uma forma de expressar seu olhar sobre as artes visuais, fotografia e literatura. A variedade de formatos, temas e estilos nos quais mergulha é evidente, mas o fio condutor é a intimidade que ela desenvolve com o material no qual trabalha. Os filmes selecionados pela Itaú Cultural Play são um recorte representativo desta expressão poética e pessoal.

O primeiro longa-metragem da cineasta, Uaka é um ensaio poético que entra na intimidade da comunidade da aldeia kamaiurá, mostrando desde detalhes do cotidiano até a plasticidade de indumentárias e de corpos em rituais. Ao mesmo tempo, utiliza-se de intervenções sonoras e da montagem para evidenciar choques entre culturas, declarando desta forma que a obra é um registro do seu olhar estrangeiro.

O documentário ressalta ainda que, no Xingu, todos os anos se celebra na aldeia kamaiurá o Quarup, grande acontecimento festivo no qual os homens roubam o fogo divino, espalhando-o pela terra. Nove povos participam do ritual ao som das flautas uruá, com a participação dos pajes Tacumã, Sapaim e Prepori, entre outros.

Na produção Diário de Sintra, exibido em mais de 15 festivais no Brasil e no mundo, Paula refaz os últimos passos de Glauber Rocha em seu exílio voluntário em Sintra, Portugal, pouco antes de sua morte. Por meio de cartas, fotos, objetos de acervo pessoal e depoimentos de amigos, a cineasta revisita a época em que viveu com ele e os filhos Ava e Eryk Rocha.

Para concluir a seleção desta mostra, Noite é um documentário em que a cineasta dirigiu, filmou e editou o próprio filme. Em um olhar sobre o corpo feminino, liberdade e a vida noturna, ela acompanha uma mulher em meio à noite carioca, com o objetivo de desenvolver um ensaio experimental sobre sons, texturas, sensações, tendo a noite como principal personagem.  ay.com.br.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here