Eleito o melhor jardim dos Estados Unidos em 2019, parque é o refúgio ideal para quem busca um passeio tranquilo.

Bok Tower Gardens
Crédito das imagens: Cortesia Visit Central Florida

Às vezes tudo que a gente precisa é praticar a máxima do Carpe Diem, ou seja, aproveitar o momento. E em uma visita a Flórida Central, o Bok Tower Gardens, na região de Lake Wales, a alguns quilômetros de Orlando, é uma ótima opção para relaxar e se conectar com a natureza. Nos meses de março e abril os jardins sediam o “Concert Under The Stars”, uma série de quatro partes.

Aliás, vale lembrar que, é justamente no próximo mês que se inicia a primavera no Hemisfério Norte, então o que já era um agradável passeio a se incluir no roteiro, fica, certamente, ainda mais imperdível nesse período. Inclusive porque é realizado o Spring Bloom Festival, que celebra a natureza com um calendário repleto de eventos.

Os jardins encantam não só por sua beleza, mas por uma história quase centenária. Projetados em 1927, o intuito é ser um cenário de floresta relaxante, servindo de passeio obrigatório para aqueles que querem curtir momentos de tranquilidade. São mais de 60 espécies de plantas raras da Flórida e graças à sua exuberante vegetação, o local também se tornou um refúgio para animais, dentre eles cerca de 120 espécies de aves e outros animais nativos do estado.

Por lá se encontra também a icônica Torre que Canta (Singing Tower), em estilo Gótico e Art déco, a estrutura tem 62 metros de altura e conta com um carrilhão de 23 sinos, tornando-a o maior instrumento musical do mundo. O Bok Tower Gardens também abriga um Centro de Visitantes com exposições históricas, uma biblioteca com arquivos raros sobre o local, uma histórica mansão dos anos 1930, a Pinewood State (temporariamente fechada) e a área Hammock Hollow Children’s Garden que vai encantar a criançada já que conta com seções pensadas especialmente para elas.

Os visitantes que escolherem combinar sua visita ao Bok Tower Gardens com a agenda dos concertos noturnos vão ter a oportunidade de vivenciar uma experiência única que mescla um belo cenário, o luar e as estrelas e muita música. O evento, uma coprodução do Bok Tower Gardens e do Lake Wales Arts Council, será realizado no gramado oval, ao lado do Centro de Visitantes. E tem como performances nesta edição:

Asleep at the Wheel (4 de março) — Inspirado no swing ocidental e no country honky-tonk, Asleep at the Wheel faz parte, há mais de 50 anos, do cenário musical americano raiz e soma 10 prêmios Grammy.

Sierra Hull (25 de março) — A bandolinista do Tennessee, que fez sua estreia aos 10 anos no Grand Ole Opry e, que depois aos 12, se apresentou no Carnegie Hall, agora aos 28 está prestes as lançar seu quarto álbum sob o selo da Rounder Records. Um álbum elegantemente inventivo e cativante chamado 25 Trips.

Pokey LaFarge (8 de abril) — Inspirado pela alma profunda musical não apenas dos Estados Unidos, mas também de lugares como África ou América do Sul, LaFarge criou um estilo de trabalho que combina letras emocionais com um groove incrível e melodias cativantes.

Molly Tuttle & Golden Highway (22 de abril) — Nativa da Califórnia, a premiada guitarrista e compositora segue impulsionando suas composições em novas direções, e assim transcendendo os limites musicais.

É recomendada a compra antecipada, pois a capacidade é limitada a 600 ingressos. O valor do tíquete do concerto inclui a entrada geral nos jardins. Todos que tiverem tais bilhetes vão receber, no portão de entrada, uma pulseira que deve ficar visível o tempo todo. O fechamento do portão será às 20h e não serão permitidas chegadas tardias. Os assentos estarão disponíveis por ordem de chegada a partir das 15h. Cobertores e cadeiras baixas são permitidos, lanternas são recomendadas e uma estação de repelente será fornecida. No entanto, alimentos e bebidas de fora são vetados.

O Bok Tower Gardens abre nos 365 dias do ano, das 8h às 18h, com última admissão às 17h. O Centro de Visitantes, o Blue Palmetto Cafe e o Shop at Bok funcionam das 9h às 17h. E é justamente neles que atualmente, por conta da pandemia, é necessária a utilização de máscara facial pelos visitantes nestes locais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here