Ampla exposição sobre a Arte Armorial traz obras em diversos formatos.

O CCBB inaugura  no dia 30 de março, a mostra “MOVIMENTO ARMORIAL 50 ANOS”, uma exposição que reúne arte, encontros musicais e conversas sobre a arte Armorial, movimento criado e liderado pelo dramaturgo, professor, pintor e consagrado escritor Ariano Suassuna (1927-2014).

MOVIMENTO ARMORIAL Com curadoria de Denise Mattar a exposição denominada ARMORIAL 50 apresenta cerca de 140 obras de arte (aliás, a grande maioria nunca havia saído do Recife) em diversos formatos. Contando com artistas importantes para o Movimento Armorial, dentre eles o próprio Ariano Suassuna, Francisco Brennand, Gilvan Samico, Aluísio Braga, entre muitos outros artistas que fizeram parte deste importante movimento artístico lançado no Recife, em 18 de outubro de 1970.

A mostra  surgiu com um compromisso ousado: reapresentar ao público, sobretudo às novas gerações, a proposta singular e desafiadora de Ariano Suassuna de criar, há pouco mais de cinco décadas, uma arte erudita a partir das mais autênticas e tradicionais manifestações artístico-culturais populares do Nordeste e de outras regiões do país.

Concebida para marcar o cinquentenário do Movimento Armorial, comemorado em outubro de 2020, o projeto teve seu lançamento postergado devido à pandemia de Covid-19, e chega ao Rio de Janeiro em março após ter passado pelo CCBB Belo Horizonte. Após o Rio de Janeiro, a mostra MOVIMENTO ARMORIAL 50 ANOS segue para os CCBBs de São Paulo e de Brasília.

A curadora conta, “Fazer a curadoria da exposição comemorativa dos 50 anos do Armorial foi um desafio. São muitos artistas incríveis envolvidos, como Gilvan Samico, Francisco Brennand, Miguel dos Santos, Romero de Andrade Lima e o próprio Ariano Suassuna. Isso apenas falando das Artes Plásticas. Para dar conta da tarefa a exposição foi dividida em módulos que apresentam a Vida e Obra de Ariano, as fases do Movimento Armorial, e as Referências que eram a base de tudo: O cordel e as festas populares”.

De 31 de maio a 27 de junho, o público terá um contato ainda mais profundo com este Movimento no mês em que Suassuna completaria 95 anos. A exposição tenta manter a magia, o humor, a alegria, as cores e a fantasia, que caracterizam a arte popular e o viés erudito do Armorial.

Para explorar a versatilidade do Movimento Armorial e a interlocução com as várias linguagens artísticas, o curador convidado é o poeta, professor, ficcionista e ensaísta Carlos Newton Júnior, um dos consultores da exposição e especialista na obra de Ariano Suassuna. “Conversas sobre a Arte Armorial” será um ciclo de encontros teóricos/temáticos que abordará a criação Armorial nos diversos gêneros: Literatura, Teatro, Música, Dança e Artes Visuais.

“Ao promover uma retrospectiva dos 50 anos do Armorial, a exposição deixa claro que a poética do Movimento idealizado por Ariano Suassuna continua viva e fecunda, indicando uma direção que vem sendo seguida por artistas de mais de uma geração, cada um deles percorrendo o seu próprio caminho. Não há que se falar, portanto, em uniformização ou tolhimento à liberdade criadora, muito pelo contrário. A riqueza inesgotável da cultura popular, fonte maior da arte armorial, com seus elementos ibéricos, indígenas e africanos, induziu a criação de uma poética aberta, que nos liga, em última instância, tanto à tradição da cultura mediterrânica quanto às tradições da arte popular de países do terceiro mundo”, diz Carlos Newton Júnior.

A exposição está organizada em núcleos, ambientada nas salas do segundo andar do CCBB Rio de Janeiro. Em cada um deles foi definido um tratamento expográfico traz à tona a diversidade, as tradições e as mais representativas raízes da cultura popular nordestina, tal qual idealizado por Ariano Suassuna. E, conforme explicitado pela produtora Regina Rosa de Godoy, de forma mágica, lúdica e plena de humor.

SERVIÇO
Exposição: de 30 de março a 27 de junho de 2022
CCBB-RIO – 2º andar (Rua Primeiro de Março, 66)
Entrada gratuita

De 01 a 13 de junho de 2022, o CCBB recebe atividades complementares.  Serão realizados cinco encontros musicais “Música Armorial”, com curadoria da equipe de consultores da mostra.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here