O Observatório de Favelas realiza no dia 07 de abril o Festival Música e Migração nas Favelas. A ação, para convidados, será transmitida pelo Youtube do Observatório de Favelas e é parte do projeto realizado em parceria pela de Columbia, o Instituto Moreira Salles, Museu Sankofa e Observatório de Favelas. O Projeto Música e Migração nas Favelas celebra o trabalho artístico de músicos, a memória e as potências das favelas e periferias.

Na programação, se apresentam artistas que integram o projeto Música e Migração nas Favelas, como a capoeirista Thainá Pocahontas, da Rocinha. O músico angolano Nizaj, da Maré, que contará com a participação Madiba MC. O festival contará ainda com a artista da Rocinha, Ivanilda Yda nã-dãn. E ao final uma apresentação reunindo todos os artistas.

No mesmo dia 07, às 17horas, será realizada uma mesa de diálogos com os artistas, profissionais e representantes de instituições parceiras no projeto, sobre a concepção, os processos e os resultados da iniciativa. A conversa também será transmitida ao vivo no canal do Observatório de Favelas.

A proposta do Projeto Música e Migração nas Favelas é registrar e disseminar as trajetórias e experiências pessoais e profissionais dos artistas tanto para seus territórios de moradia como para a cidade, como um todo.

“Nossa intenção com o projeto é contribuir diretamente para a consolidação de novas narrativas sobre a relação entre os sujeitos, a música e os territórios populares. O Festival Música e Migração nas Favelas marca o encerramento de uma etapa do projeto e tem por objetivo ser um momento de celebração entre os artistas, as equipes envolvidas no projeto e o público” – comemora Lino Teixeira, coordenador de Políticas Urbanas do Observatório de Favelas

De acordo com a equipe envolvida no projeto, a primeira etapa de execução, o projeto de pesquisa buscou ressaltar a memória social de territórios populares do Rio de Janeiro através da produção musical de artistas moradores desses territórios.

O projeto Música e Migração nas Favelas está centrado na realização de pesquisas, produtos de comunicação e ciclos de encontros com artistas da música moradores de favelas, neste primeiro momento das favelas da Maré e da Rocinha. São eles: os músicos Sabiá, Nizaj e Ruth Rosa do Complexo da Maré. Os artistas da favela da Rocinha são Amaury Cardoso, Ivanilda Yda-nã-dãn e Pocahontas.

Os diálogos com esses artistas se transformaram em uma série de Podcast com 4 episódios, disponíveis na rádio Batuta – IMS. As entrevistas tiveram como foco aproximar os artistas, suas trajetórias pessoais/profissionais e a relação destes com seus territórios. Com o contexto pandêmico, o último episódio abordou as formas como a pandemia da COVID-19 atravessaram os artistas, do ponto de vista pessoal, profissional e nas dinâmicas e interações com seus territórios.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here