Bel AirEsqueça a versão dos anos 90 de “Fresh Prince Of Bel Air”! O remake, se é que podemos chamar de remake, traz um versão completamente diferente e, surpreendentemente, mal escalada, aliás, é importante frisar na escalação dos atores que fazem Geoffrey, Tio Phill e Tia Viv, completamente fora de tom. Nada contra os atores e suas atuações, muito pelo contrário, o problema aqui é a falta de essência em todos os aspectos da série. Porém a construção dos personagens é completamente equivocada.

Jabari Banks veste um novo Will Smith cheio de nuances. O ator assume com unhas e dentes o personagem com muito talento.  Além disso, a nova versão não tem tom cômico algum, é bem mais dramática, além de abordar com verdade, temáticas mais que atuais. Racismo, sexismo, empoderamento feminino fazem parte do grande enredo de “Bel Air”. Sim, o título (e a série) faz apenas referência ao famoso e chique bairro de Los Angeles. É apenas isso que você vão encontrar em comum.

Nada contra em produzir uma nova versão da famosa série dos 90 que, certamente, fez história! Mas “Bel Air”’ tem mais influencias de “Dinastia”, de 1982, que inclusive ganhou versão moderna  em outra plataforma de streaming. Além disso, o roteiro de Morgan Cooper preenche, certamente, esses requisitos, a importância de dinheiro e poder nas próprias mãos.

Ah! Não posso esquecer de falar da incrível trilha sonora.  “Bel Air” tem tudo para ser sucesso por tratar de temas relevantes com mais profundidade. Will Smith, Quincy Jones e Benny Medina assumem funções de produtores executivos nesta nova versão.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here