No dia 24 de junho, a Funarj e a LER – Salão Carioca do Livro iniciam a 4ª edição do Caleidoscópio da Cultura no Teatro Mario Lago atividades totalmente gratuitas.

Às 10h, acontece o “Em Cantos e Contos – Uma festa brasileira”, com Silvia Castro, atriz, contadora de histórias e educadora. Através da roda de histórias, Silvia apresenta as regiões do país em sua diversidade cultural: canções do cancioneiro brasileiro, brinquedos cantados, lendas e narrativas típicas do Brasil, propondo uma viagem cujas pontes se alicercem na palavra.

Já na parte da tarde, às 14h, o grupo Oribhé chega com a atividade “Fuzuê no Agbalá”, uma realização que dá aos participantes a oportunidade de conhecer, vivenciar e compreender a cultura popular, como elemento representativo da sociedade e de heranças linguísticas, simbólicas, rítmicas e filosóficas que se mantém através do tempo e que são formadoras de nossa identidade cultural através de informações, apresentação de dança e participação da “roda”. A atividade prevê a realização da dança de origem africana o Jongo Caxambú.

A cada edição são promovidas ações multiculturais que percorrerem espaços públicos e teatros da FUNARJ, levando autores e artistas que usam a palavra como forma de expressão. A promoção de atividades multiculturais nos campos da dramaturgia, da literatura e da música na cidade do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense visam o desenvolvimento da cidadania e da vivência sobre a importância do livro como ferramenta de desenvolvimento intelectual e social para todos.

“Para a 4ª edição do Caleidoscópio da Cultura pensamos uma programação bastante intensa e rica em diversidade cultural, trazendo ideias inovadoras para o público da região dos municípios de Vila Kennedy, Paracambi e Nova Iguaçu. As nossas propostas para uma política cultural incluem o reconhecimento e a valorização da diversidade cultural, a disponibilização de bens culturais ao público e a oportunidade de vivenciar através de contações de histórias, oficinas e apresentações artísticas e musicais o fazer artístico, como forma de expressão”, conta Gisele Lopes, curadora artística do projeto Caleidoscópio da Cultura 2022.

Aliás, ainda em 2022, o Caleidoscópio também chegará a Praça de Vila de Cava, no município de Nova Iguaçu e na Avenida dos Operários, em Paracambi. Além disso, a FUNARJ expande o alcance do Caleidoscópio de Cultura e realiza também a terceira edição do Prêmio Rio de Contos, idealizado pela escritora Bárbara Caldas e realizado pela Mater Produções.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here