- Publicidade -

“Olhos da pele”: Performance interativa em diálogo com a obra de Hélio Oiticica

Publicado em:

A coreógrafa, dramaturga e diretora teatral Regina Miranda criou a performance experimental interativa “Olhos da pele” em diálogo com a obra de Hélio Oiticica, um dos mais importantes artistas plásticos brasileiros.

O encontro do teatro coreográfico de Regina Miranda com o pensamento de Oiticica criou um território pulsante para uma abordagem cênica na qual a criatividade, a emoção e o rigor conceitual misturam-se sob os signos da transformação e da liberdade. Ativada pela presença do corpo e pela paixão de ler, a escrita cênica de Regina puxa fios da memória e entremeia fragmentos de várias peças suas aos textos de Oiticica para criar uma espécie de caderno de viagem, cinco cadernos reescritos em cena, nos quais o que mais importa são os percursos, meandros, descobertas e reflexões.

É sobretudo com as inúmeras anotações desenvolvidas por Hélio em Nova York que Regina dialoga. Durante os anos em que viveu na cidade, o artista entregou-se ao desafio de escrever um livro, que condensaria toda a sua obra plástica e todo o seu pensamento. O livro ficou inacabado, mas suas anotações são vastas e corajosas.

No mesmo período, também em Nova York, Regina deixava os palcos do balé para se dedicar aos estudos coreográficos contemporâneos. Com mestras importantes, como Anna Sokolov e Irmgard Bartenieff, e inspirada pelo explosivo clima artístico da cidade nos anos 1970, Regina fez a opção por criar uma cena, que entremeasse suas paixões – dança, teatro e literatura, começando a desenvolver uma escrita híbrida, que veio a denominar de “teatro coreográfico”. Seu livro em movimento continua a ser escrito.

Na reta final dos ensaios, Regina surpreendeu-se diante do desafio de voltar ela mesma aos palcos, após a saída de uma artista de sua geração. “Meu corpo, minha escrita, meu desejo em movimento… uma oportunidade rara poder explorá-los em cena na minha idade. Estou me preparando para o exercício do arrebatamento e da aventura que, espero, possa ser libertador para muitas pessoas, como vem sendo para mim”, empolga-se Regina.

Em “Olhos da Pele”, a escrita não narrativa escorre das páginas para se desdobrar no corpo e no espaço e propor a metáfora de um jogo labiríntico de começos e recomeços, sem regras fixas ou finalidade competitiva. Em Oiticica e Miranda, para entrar nesse jogo é preciso saber dançar, mesmo que seja um simples caminhar. Afinal, o labirinto exige que se perceba a música secreta de seus meandros, que se modificam pelos percursos e interações com a plateia.

Como lugar desse jogo, o palco “penetrável” muda constantemente de configuração, excede seus limites e torna-se labirinto sensorial. Para Regina, se o ponto de partida é o prazer, para viver o jogo, é preciso deixar de lado as combinações previstas e as normas institucionalizadas, e entregar-se à prática de experimentar-se nos limites do corpo e do espaço. E, como afirmou Oiticica, é preciso entender que “o exercício da liberdade não consiste na criação de obras, mas em experimentar o experimental”.

Assim, o jogo de “Olhos da pele” enfatiza o contato e propõe o tato para expandir os sentidos, atualmente tão dominados pela visão. A “partida” desenrola-se a partir da apresentação das regras do jogo e da revelação de sua estrutura secreta. Segue-se o “Mergulho do corpo”, título de uma obra de Oiticica, articulado em diversas configurações, logo seguido pela proposta de “Recomeço pelos sentidos”. O jogo segue revolvendo o sentido da palavra play: “play como peça de teatro, como escrita da dança, como escrita do gozo e do risco”. Explode na descoberta da dança em Oiticica, estabelece reciprocidades pelo compartilhamento de intimidades e, finalmente, no tempo final de jogo, explora o desejo, a habilidade e a resistência necessárias para “aguentar o estado bruto da invenção”.

SERVIÇO
Teatro Cacilda Becker (Rua do Catete, 338 – Catete)
Temporada: De 18/11 a 04/12/2022
Sextas e sábados 20:00h e domingos às 19:00h.
Sábado 03 e domingo 04/12 sessão extra às 17:00h

Rota Cult
Rota Cult
Redação do site E-mail: contato@rotacult.com.br

Mais Notícias

Nossas Redes

2,459FansGostar
216SeguidoresSeguir
125InscritosInscrever
3.870 Seguidores
Seguir
- Publicidade -