- Publicidade -

Cinemas do IMS promovem sessões especiais, em cópias restauradas

Publicado em:

Os Cinemas do IMS promovem sessões especiais, em cópias restauradas, de A estrada perdida, de David Lynch, Sign “o” the Times, filme-concerto de Prince, e Oldboy, clássico coreano que completa 20 anos do diretor Park Chan-wook. Os três filmes serão exibidos neste mês no IMS Paulista. Já a sede do Rio de Janeiro apresenta os filmes de Lynch e Prince em janeiro e o longa Oldboy no início de fevereiro.

A estrada perdida é um clássico do diretor norte-americano David Lynch. O filme conta a história do saxofonista Fred Madison (vivido pelo ator Bill Pullman), acusado de assassinar a própria esposa. Preso e condenado por homicídio, um dia o músico acorda misteriosamente no corpo de Pete Drayton, um jovem mecânico de automóveis. Além disso, na mesma sessão de A estrada perdida, será projetado o curta-metragem brasileiro Jugular (1997), de Fernanda Ramos, em cópia 35 mm.

As exibições da cópia restaurada são dedicadas à memória do compositor Angelo Badalamenti, falecido no último 11 de dezembro, aos 85 anos. Parceiro de longa data de Lynch, Badalamenti trabalhou na trilha sonora de filmes como Veludo azul, Coração selvagem, Cidade dos sonhos e da série “Twin Peaks”, pela qual recebeu o Grammy em 1990.

A programação inclui ainda o filme-concerto Prince: Sign “o” the Times, dirigido pelo próprio músico, ícone do pop mundial. O longa traz trechos de shows que Prince realizou na turnê do álbum Sign “o” the Times, um dos mais importantes do rock’n’roll mundial. O filme-espetáculo de Prince será exibido em uma versão restaurada junto ao curta-metragem Tim Maia (1987), de Flavio Tambellini. O filme, em cópia 35 mm, apresenta a vida e obra de Tim Maia a partir de conversas, trechos de shows, gravações de estúdio e uma viagem de conversível pela orla do Rio de Janeiro.

Clássico do cinema coreano, Oldboy recebeu o grande prêmio do júri do Festival de Cannes em 2004. Inspirado num mangá, o longa-metragem mostra a saga de Dae-su, homem que, após 15 anos encarcerado, sai em busca de vingança pelo assassinato de sua esposa. Aliás passados 20 anos da estreia de Oldboy, o cineasta Park Chan-wook acaba de lançar seu novo filme, Decisão de partir (2022), também em cartaz nos cinemas do IMS.

Rota Cult
Rota Cult
Redação do site E-mail: contato@rotacult.com.br

Mais Notícias

Nossas Redes

2,459FansGostar
216SeguidoresSeguir
125InscritosInscrever
3.870 Seguidores
Seguir
- Publicidade -