- Publicidade -

“Quem matou Zumbi? ” realiza debate sobre o genocídio da cultura preta

Publicado em:

Almejando reforçar o debate sobre o contínuo genocídio do provo e da cultura preta, o projeto inédito “Quem matou Zumbi?” estreia sua temporada on-line gratuita no YouTube do BR Mídia Filme.

Com cenas gravadas no interior do MUHCAB – Museu da História e Cultura Afro-Brasileira, em estúdios e externas filmadas em diferentes pontos do Rio, o projeto celebra os 25 anos de carreira de Brunno Rodrigues, idealizador, autor e ator. A peça-filme conta com a direção de Brunno e Alex Borges, e visa promover a reflexão crítica sobre aspectos da realidade como quantos negros são agredidos, presos ou mortos por dia ou quantos pretos são assassinados, não em sua carne – mas em seus sonhos – pela ausência de condições de estudo e de oportunidades. O projeto foi aprovado no edital de Fomento à Cultura Carioca (Foca) 2021, da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

Apresentado como um moderno projeto teatral afrofuturista e antirracista de profunda pesquisa, reflexão e resgate da memória ancestral, o projeto funde vertentes artísticas. “Mesclando teatro e audiovisual com música e dinamismo cênico, o espetáculo conta a empolgante história de Max, um viajante do futuro que, acidentalmente, veio parar em 2022 e tem a missão de salvar Zumbi dos Palmares em 1695! “Quem matou Zumbi?” busca não somente debater a morte do maior líder quilombola brasileiro, o racismo estrutural e o apagamento da cultura preta, mas, principalmente, questionar: porque tantos negros e negras são mortos todos dias no Brasil?”, provoca Brunno Rodrigues.

No projeto, a luta contra o racismo e a favor da afirmação da negritude brasileira se fazem presentes, principalmente, criando identificação e catarse a fim de promover reflexão crítica fundamental através da atuação empoderada de um ator negro experiente em diálogo contínuo com a plateia, ainda que através do audiovisual. Destaca-se a participação da jovem Carolina Rodrigues, de 7 anos, tanto em vídeos projetados, como na execução de teclados da trilha sonora. Dentre as atividades de valorização da autoestima e da memória da cultura preta constam 10 sessões do solo; duas oficinas (Dramaturgia e Interpretação); dois seminários (Como produzir Peças Pretas e A história do Teatro Preto Carioca) e 10 debates, realizados após cada sessão.

“Colocamos o negro como protagonista de seu presente, de seu passado e também de seu futuro. Nossa meta maior é realizar um grande debate teatral, através de diversas ações culturais capitaneadas pela produtora BR MIDIA FILME (peça-filme com projeções, exposição, oficinas, debates, seminários e afins) sobre o genocídio contínuo do povo preto, o resgate da memória ancestral e a importância da cultura negra. Assim, nada mais justo do que empregar conceituados artistas pretos e periféricos que estavam em risco de vulnerabilidade pela crise gerada pela pandemia do Covid-19, nessa linda e poética celebração da afirmação da negritude”, explica Brunno.

O público encontrará um espetáculo lúdico, crítico, dinâmico e de muita identificação, correlacionando Zumbi com lideranças pretas marcantes da história como Luís Gama, Dragão do Mar, Lima Barreto, Chocolate, Abdias Nascimento, Carolina de Jesus, Martin Luther King, Ruth de Souza, Malcolm X, Rosa Parks, Angela Davis, Conceição Evaristo, Léa Garcia, Marielle Franco, dentre outros. “O diálogo entre o teatro e o cinema, entre o passado e o futuro, entre o racista e o antirracista irá proporcionar o contato sensível com a reflexão sobre o que é ser verdadeiramente preto e preta no Brasil atual, pois Zumbi vive!”, finaliza o multiartista Brunno.

SERVIÇO:
“QUEM MATOU ZUMBI?”
Apresentações: De 19 a 29 de janeiro

Rota Cult
Rota Cult
Redação do site E-mail: contato@rotacult.com.br

Mais Notícias

Nossas Redes

2,459FansGostar
216SeguidoresSeguir
125InscritosInscrever
3.870 Seguidores
Seguir
- Publicidade -