HORA

Os ataques terroristas sofridos pelos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001 deram início a uma época de medo e paranoia do povo americano em relação ao inimigo, onde todos os esforços foram realizados na busca pelo líder da Al Qaeda, Osama Bin Laden.
 
Maya é uma agente da CIA que está por trás dos principais esforços em uma ação secreta para capturar Bin Laden. Com isso, ela participa da operação que levou militares americanos a invadir o território paquistanês, com o objetivo de capturar e matar o inimigo.
 
Zero Dark Thirty não só é baseado em fatos reais, mas um fato real muito importante para o povo norte-americano.
 
O filme tem o formato de documentário, mas não chega a ser tão profundo e didático quanto um documentário seria, nem entreter como obra de ficção.
 
O ritmo é lento e os personagens são superficiais. “A hora Mais Escura” conta com a direção agradável de Kathryn Bigelow. Como em “Guerra ao Terror”, Bigelow demonstra seu patriotismo tanto na direção e no roteiro desse projeto onde a própria história real já é duvidosa.
 
O filme ainda faz menção ao discurso do presidente Barack Obama em 2008, que declara o fim da tortura na busca por Bin Laden.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here