Dirigido por Lee Daniels, (“Preciosa”,“O Mordomo da Casa Branca”), baseado no livro “The Paperboy” de Pete Dexter, o  filme  se passa no ano de 1969 e conta a história de Ward um jornalista que volta a sua cidade natal para investigar a morte do xerife local e transforma-la em matéria.

Charlotte Bless está determinada em soltar Hillary Van Wetter, que  foi preso pelo homicídio do xerife. Para provar a inocência dele,  Charlote conquista o apoio de dois repórteres investigativos de um jornal de Miami, o ambicioso Yardley Acheman e o obsessivo Ward James e seu irmão caçula, Jack, que se apaixona por ela, perdidamente.

Thriller tenso sobre corrupção e violência, “Obsessão” acerta por colocar o público em situações bastante desconfortáveis, mas peca pela falta de foco. A sensação que fica é de que o desejo de Jack é mais importante do que a investigação sobre o crime.

Com closes excessivos no rostinho bonito de Efron, sem necessidade alguma, o filme atrai as fãs do ator ao cinemas em busca de bilheteria. Já, Mathew McConaughey, consegue se desvencilhar das comédias românticas de vez, em um papel bem diferente do que está acostumado.

A narração de Anitta, vivida por Macy Gray, deixa a desejar, ao contrário de sua personagem que consegue dar uma certeza leveza ao filme.

A atuação de Nicole Kidman (indicada ao Globo de Ouro) está maravilhosa em um personagem marginalizado que exala sexualidade e John Cusack também brilha em cena em um papel pequeno, mas completamente surtado e assustador.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here