O ano de 2016 ceifou diversos grandes nomes das Artes. O que ocorre muitas vezes em celebração a vida dessas artistas, é a criação de uma obra documental, seja em forma de livro ou filme, sobre a vida daquela pessoa. Um exemplo disto foi a criação do documentário Amy, lançado em 2015 e disponível no Netflix.

Há cinco anos atrás, o mundo da música se despedia de Amy Winehouse. Sua família liberou ao público alguns vídeos caseiros da ascensão de menina a mulher ganhadora de dezesseis prêmios musicais, entre eles sete Grammy’s pela canção ‘Rehab’ e ‘Back to Black’. Asif Kapadia, diretor do documentário, ficou responsável por compilar estes videos e relacioná-los a testemunhos de parentes e familiares, gerando o filme que leva fãs e admiradores às lágrimas.

Conhecida por sua voz forte, delineador impactante e penteado, de longe, inovador, a musicista inspirava jovens com suas músicas, dedicação e persistência, ilustrados através dos depoimentos e filmagens do longa. Apesar do trágico fim causado pelo vício em álcool em drogas, Amy foi eternizada dentro e fora de seu gênero artístico.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here