Questões éticas recorrentes como egoísmo, meio ambiente, distorções do capitalismo, paternidade/maternidade, com referências e metáforas sobre a atualidade compõem o roteiro da graphic novel “Rio de Lágrimas”, do escritor e mestre em Filosofia, Renato Shimmi, e co-autoria de Glaucus Noia, responsável pela arte e conceito visual.

A produção conta com trilha musical do compositor e guitarrista Bruno Moscatiello, fundador da banda paulistana Kaoll, e participações de músicos de diferentes gerações do rock progressivo brasileiro como o maestro e baixista Willy Verdaguer (Secos & Molhados/Humahuaca/ Raíces de América). O CD, distribuído pela Masque Records, e a HQ integram o primeiro volume do projeto “Brazilian Progressive Rock Soundtrack”, da Red Clown Books.

Assim como a arte gráfica, as músicas permeiam a narrativa e levam o leitor para uma experiência audiovisual reflexiva da fábula Rio de Lágrimas que faz uma alusão simbólica à realidade do capital em degradação e suas trágicas consequências.

A história retrata o rio escasso de um reino distante que exigia sabedoria e compartilhamento para atender ao povo. Com a chegada do Minotauro, o leito ganha promessas de abundância, por meio de uma fonte misteriosa de águas sem fim. Em troca do ouro da sociedade, a figura mitológica propõe um acordo ao rei e a miséria e desencanto se espalham à medida que o rio se torna mais abundante.

O texto e as imagens da HQ procuram criar relações simbólicas, especialmente sobre as contradições do sistema financeiro, a partir da promessa de abundância como forma de apropriação da riqueza, a estrutura dos mitos como narrativas universais e presentes que permitam várias conclusões sobre o que é esse rio de lágrimas. Entre as inspirações do autor está o artigo “O Minotauro Global, a verdadeira origem da crise financeira e o futuro da economia global”, do Yanis Varoufakis. A edição do livro foi feita por Lelo Lourenzo.

“Há uma temática mais profunda, talvez obscura, por permitir também várias interpretações, que é a presença da depressão em uma sociedade de abundância e a ausência de sentido para a vida em uma sociedade sem empatia pelas gerações futuras. Mas o que mais me interessa é a possibilidade do leitor acrescentar outras temáticas a partir de suas próprias reflexões”, afirma Renato Shimmi.

A arte de Glaucus Noia se encaixa com a narrativa do roteiro, mesclando o imaginário com o realismo, com técnicas tradicionais de aquarela e nanquim e experimentações. “Utilizei métodos pessoais como o uso de lâminas e pincéis afiados, misturas com cera de vela e de abelha, giz de cera, água sanitária, além de elementos básicos da pintura e material orgânico como café e sal. Fazer este livro foi uma de minhas experiências profissionais mais ricas e desafiadoras”, relata Glaucus Noia.

Como uma das propostas do selo Red Clown é explorar o universo lúdico, Shimmi avalia como essencial o papel da música e, desta forma, buscou parcerias com selos e produtores independentes. “O Acordo”, “Batalha dos Minotauros”, “Rio de Lágrimas”, “Morte do Sonho” e “O Último Ato” são as canções da trilha instrumental de autoria do compositor e guitarrista Bruno Moscatiello, com participações de músicos de diferentes gerações do rock progressivo como Willy Verdaguer (Secos & Molhados/Humahuaca/Raices de América), Eduardo Aguillar (Vitral), Claudio Dantas (Quaterna Réquiem), Saulo Battesini (Solo), Kleber Vogel (Kaizen), Fabio Ribeiro (Blezqi Zatsaz), Fred Barley (O Terço / Dialeto), além de Erico Jones, Nana Mathias, Edu Varallo e Tainan Cristina.

“A ideia foi tentar transmitir de forma emotiva as questões abordadas no universo obscuro da HQ, trazendo elementos com teor dramático, épico, reflexivo e de tensão para ilustrar o imaginário na experiência audiovisual”, detalha Bruno Moscatiello.

O álbum “Brazilian Progressive Rock Soundtrack” traz a remasterização de ‘Sob os Olhos de Eva’, trilha sonora da banda Kaoll baseada no livro homônimo de Renato Shimmi, com ilustrações de Zé Otávio. A distribuição do CD é feita selo Masque Records (www.masquerecords.com) e em lojas especializadas com foco em rock e instrumental. O livro ‘Rio de Lágrimas’ pode ser adquirido no site: http://www.redclown.com.br/riodelagrimas, pela Amazon e nas livrarias Espaço Itaú e Zaccara, em São Paulo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here