Terminou na noite desta sexta-feira, 6 de setembro, o 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema. O filme Greta, de Armando Praça, foi o grande vencedor.  A produção cearense ganhou o Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Longa-metragem, Melhor Direção e Melhor Ator para Marco Nanini. A solenidade foi realizada no Cineteatro São Luiz. Antes do anúncio dos vencedores, o ator Matheus Nachtergaele foi homenageado pelo festival, recebendo o Troféu Eusélio Oliveira. A entrega foi feita pelo ator Luis Fernando Guimarães.

O peruano Canção sem Nome, de Melina León, conquistou quatro prêmios: de Melhor Fotografia para Inti Briones, Melhor Trilha Sonora Original para Pauchi Sasaki, Prêmio Olhar Universitário e Prêmio da Crítica.

A coprodução Cuba-Alemanha A Viagem Extraordinária de Celeste García, de Arturo Infante, foi agraciada com três prêmios: Melhor Atriz para Maria Isabel Díaz, Melhor Roteiro para Arturo Infante e Melhor Montagem para Joanna Montero.

O documentário Ressaca, de Patrízia Landi e Vincent Rimbaux, recebeu o prêmio de Melhor Som para Romain Huonnic e o longa cearense Notícias do Fim do Mundo, de Rosemberg Cariry, conquistou o prêmio de Melhor Direção de Arte para Sérgio Silveira.

O júri de Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem foi composto por Paulo Mendonça (Brasil), Patricia Martín (Argentina), Marco Muhletarler (Peru), Ricardo Acosta (Cuba) e Maria Paula Lorgia (Colômbia). O Júri da Crítica / Abraccine foi composto por Luiz Zanin, Ismaelino Pinto e Cristiana Parente. O júri Olhar Universitário foi composto por Evelyne Alves Cavalcante (representante da UFC), Rafael Luan da Silva (representante da Vila das Artes) e Antônio Leão de Souza Neto (representante da Unifor).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here