Um samba originalmente gravado em 1988 para o álbum “Um beijo no seu coração” acaba de ganhar nova versão de Leci Brandão, disponível a partir de hoje nas plataformas digitais. Trata-se do single de “Pra colorir muito mais”. “Esse samba foi muito importante, é um pagode daquele das antigas, com letra do Franco e música do Arlindo Cruz, meu amigo, meu querido. A gente gravou esse samba e ele acabou cooperando pra que eu ganhasse meu primeiro disco de ouro”, conta Leci, que já contabiliza mais de 40 anos de carreira. “Nós resolvemos trazê-lo novamente até por que é um samba atemporal, fala das cores, do arco íris. Eu fico muito feliz de ter a oportunidade de colocar esse sucesso novamente aí”, conclui a mangueirense nascida em Madureira e criada em Vila Isabel.

Umas das homenageadas do samba da Mangueira no já histórico Carnaval de 2019, Leci experimentou uma nova emoção no desfile desse ano: “O enredo contou a história do Brasil de uma outra forma, a história real, e eu fiquei mais feliz ainda porque, pela primeira vez, desfilei num tripé feito só pra mim, representando Luisa Mahin. Foi muito bonito, emocionante, e a Mangueira foi campeã, graças a Deus!”, completa Leci, primeira mulher a fazer parte da Ala de Compositores da Mangueira, em 1972.

A capa do single “Pra colorir muito mais” traz uma ilustração do craque Elifas Andreato, premiado designer gráfico e ilustrador de inúmeras obras-primas da discografia de artistas como Chico Buarque, Gonzaguinha, Martinho da Vila, Vinícius e Toquinho, Elis Regina e Paulinho da Viola, entre outros.

“Estou feliz que a Biscoito Fino esteja fazendo esse trabalho, trazendo a nossa arte de volta. A gente continua cantando, os shows têm sido muito bons e eu acho que o povo ainda está sentindo saudade da gente. No lançamento do single anterior eu falei exatamente isso, pra quem estava sentindo saudades de mim”, finaliza.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here