Festival MOV acontecerá no Humaitá e on-line.

Na próxima segunda-feira, 11 de maio, às 19h30, o MOV – FESTIVAL chega à sua quarta edição, desta vez em formato digital. Sessões de videoarte, cinema ambiental (com curadoria do tradicional Filmambiente), música e uma galeria projetada integram o projeto, que será realizado ao longo dos meses de maio e junho.

A empena (parte lateral de um edifício, sem janelas ou portas) de um prédio na Rua Maria Eugênia, no Humaitá, será o palco principal do projeto, onde todo o conteúdo do festival será projetado, além disso terá transmissão simultânea em suas redes sociais.

Em tempos de quarentena, por conta da pandemia de Covid-19, o projeto se reinventou, propondo uma outra forma de interação cultural, com o objetivo de proporcionar uma experiência nova e multilinguística para as pessoas que se encontram confinadas em suas casas.

“Tivemos a ideia de retomar o projeto como uma tentativa de amenizar o peso do confinamento”, explica o produtor cultural Daniel Martins, um dos idealizadores do projeto. A ilustradora e vj LUV, parceira de Daniel nesta edição, conta que durante o teste da projeção, a estudante de cinema Luiza Dacol viu, de sua janela, as animações exibidas no prédio ao lado e se interessou em ajudar.

Daniel conta que “a ideia da projeção na empena do prédio surgiu como uma possibilidade a mais de interação com os vizinhos e moradores do entorno, que poderão acompanhar tanto nas redes sociais quanto de suas janelas”.

O festival terá aproximadamente 2h de duração, e contará com músicos da nova geração da MPB, como Ivo Vargas e Leo Quintella, e nomes de peso do cenário artístico brasileiro, como os artistas visuais Raul Mourão e Pedro Farina, entre outros.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here