A São Paulo Companhia de Dança anuncia as atividades on-line.

Foto: João Caldas

A partir do dia 19, às 18h, o público vai poder conferir a íntegra de “Os Duplos”, obra criada especialmente para a Companhia, em 2010, por Maurício de Oliveira. Nela, oito intérpretes procuram desenhar o espaço por meio de seus movimentos e pela própria relação entre seus corpos. Eles entram, misturam-se e contaminam-se na busca de um encontro com o outro e consigo. A imagem de cada um se multiplica ao longo da cena e se desdobra na imagem do outro, em um jogo de ambiguidades potencializado pelo figurino geométrico assinado por Jum Nakao e a trilha especialmente composta por André Abujamra.

A estreia da peça será antecedida por mini documentários que apresentam bastidores e curiosidades sobre essa criação. Eles vão ao ar nas redes sociais da Companhia a partir do dia 17.

Esta quinzena traz ainda uma nova edição das Oficinas de Capacitação Técnica, voltadas aos interessados em desbravar as múltiplas atividades que envolvem a construção de um espetáculo de dança. Ela acontece no dia 26, às 15h30, de modo virtual, pela plataforma Zoom. O tema da vez será “Técnica de Palco: Montando La Sylphide”.

Nesta atividade, os inscritos irão conhecer os desafios técnicos da montagem de um grande balé de repertório e entender como o uso de maquinarias e iluminação ajuda a criar o clima de magia que envolve o público no teatro. O link de acesso será enviado por e-mail aos participantes. Para receber as instruções, basta se inscrever gratuitamente, até dia 25, no site da Companhia.

Quem quer se aprofundar no repertório da dança não pode perder a live que acontece no dia 24, às 19h, com o bailarino Diego de Paula, que comenta trechos de “Peekaboo” (2013), no perfil da Companhia no Instagram.

O espetáculo foi assinado pelo coreógrafo alemão Marco Goecke, atual diretor de balé da Ópera de Hannover, na Alemanha. O título da obra remete a uma brincadeira conhecida pelas crianças: a pessoa espia (peek, em inglês), esconde o rosto e, de repente, reaparece dizendo: ‘achou’ (ou boo, em inglês).

Também haverá mais duas edições das Aulas Abertas, que visam compartilhar o cotidiano de condicionamento dos bailarinos. Transmitidas quinzenalmente, ao vivo, no perfil da Companhia no Instagram, as aulas acontecem em dois momentos: na terça, dia 23, às 10h, a professora-ensaiadora Duda Braz ministra uma aula de balé clássico e na quinta, dia 25, às 13h, é a vez do gerente de ensaio da SPCD, Milton Coatti, conduzir uma aula de dança contemporânea.

A campanha acontece em todas as redes sociais da SPCD: Facebook (@spciadedanca), Instagram (@saopaulociadedanca), Twitter (@spciadedanca) e YouTube (São Paulo Companhia de Dança). A iniciativa se soma à ação #CulturaEmCasa, criada pelo Governo do Estado de São Paulo em enfrentamento à disseminação do novo coronavírus (COVID-19), para oferecer diferentes conteúdos ligados à difusão da dança no meio virtual, estimulando a permanência das pessoas em seus lares dialogando com a arte.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here