O Canal Brasil exibe, na próxima quarta, dia 12, na faixa “É Tudo Verdade”, às 20h, o documentário Che – Memórias de um Ano Secreto.

O filme de Margarita Hernández traz uma história pouco conhecida de Che Guevara. Em 1965, no auge da Guerra Fria, Cuba desempenhava um importante papel geopolítico na disputa entre EUA e URSS, por representar ideais soviéticos, a poucos quilômetros da costa norte-americana. Com um país para comandar em um conturbado cenário internacional, o revolucionário some sem deixar vestígios. Nem os serviços de inteligência mais avançados do planeta rastrearam o guerrilheiro na aventura que a cineasta brasileira/cubana descreve neste longa coproduzido pelo Canal Brasil.

Com o governo firmado em Havana, Che Guevara começou a tentar levar os ideais socialistas a outros continentes. O guerrilheiro começou a fazer viagens secretas à África, principalmente ao Congo Belga e à Tanzânia, para ajudar líderes locais a montar a estrutura necessária para derrubar os governos opressivos a que estavam submetidos e instaurar uma nova ordem anticapitalista. A empreitada, no entanto, não obteve o mesmo sucesso e, impedido de voltar a Cuba devido à carta de despedida que deixou nas mãos de Fidel Castro, perambulou em segredo pela França, Rússia e a antiga Tchecoslováquia usando disfarces, perucas e próteses para não ser reconhecido e passar por um cidadão comum. Todas essas histórias são relatadas por pessoas que conviveram com o comandante – e conheciam de perto sua vontade de construir um mundo melhor – e por um escritor e biógrafo de suas memórias, em Che – Memórias de um Ano Secreto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here