Em entrevista coletiva on-line, o diretor-fundador do festival “É Tudo Verdade”, Festival Internacional de Documentários, Amir Labaki, apresentou o programa da segunda fase do festival em 2020. Aliás, a 25ª edição do festival exibirá, de 23 de setembro a 4 de outubro, um total de 60 longas e curtas-metragens em competição e hors-concours, de forma gratuita, em plataformas de streaming. Saiba mais!

“A pandemia inviabilizou nossa 25ª edição em salas, mas vamos celebrar esta marca histórica com uma segunda etapa também digital, reafirmando em sintonia com nossos patrocinadores e parceiros a tradição de excelência de nossas competições, sessões especiais, palestras e debates”, afirmou, Amir Labaki, diretor-fundador do festival. Ele complementa, “Comemoro em especial a retomada da Conferência Internacional do Documentário, realizando online sua 17ª edição ao lado do Itaú Cultural”.

No total, a 25ª edição do É Tudo Verdade apresenta em sua seleção 91 títulos não-ficcionais. Em sua segunda etapa, o É Tudo Verdade exibirá 61 títulos, entre longas, médias e curtas-metragens. Em sua fase inicial, realizada entre 25 de março e 15 de abril passado, o festival apresentou 30 títulos não-ficcionais, entre filmes e séries.

Aliás, as produções premiadas pelos júris do “É Tudo Verdade 2020”, nas competições brasileiras e internacionais de longas/médias-metragens e de curtas-metragens, estarão automaticamente classificadas para apreciação à disputa pelo Oscar® do ano que vem.

Um dos vencedores do Olho de Ouro de Melhor Documentário no Festival de Cannes no ano passado, A Cordilheira dos Sonhos (2019), dirigido por Patricio Guzmán, será o filme de abertura da fase competitiva da 25ª edição do “É Tudo Verdade”, em sessão especial para convidados no Drive-in Belas Artes, em São Paulo, dia 23 de setembro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here